Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Maria

Lilypie Fifth Birthday tickers

Maria banho.jpg

João

Lilypie Second Birthday tickers

C:\Documents and Settings\isabel.faria\My Document

Visitas

contador gratis

calendário

Abril 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Pesquisar

 


Consulta dos (quase) 12 meses

Sexta-feira, 22.04.11

Na passada terça-feira fomos com a Maria à consulta dos 12 meses (que estão mesmo aí à porta). Pela 1ª vez chegámos atrasados ao Hospital dos Lusíadas porque:

  • A Maria resolveu dar-nos um presente antes de lá chegar (e como ela está meio sensível dos intestinos por causa do antibiótico resolvemos trocá-la logo ali no carro para não haver acidentes)
  • A pediatria mudou de sítio e andámos às voltas antes de a encontrarmos (agora é mesmo ao lado da recepção, num sítio todo giro e decorado para os miúdos - havia jogos interactivos na parede e no chão; a Maria não lhes ligou peva, eu e o Bruno estávamos maravilhados)

Já no gabinete do pediatra, falamos um bocadinho, e logo ele observa a Maria de alto a baixo. A Maria começa em pranto, as usual, mal ele lhe toca, e fica novamente alegre mal ele se afasta. No fim, já está toda contente a tagarelar com ele (mas apenas se ele estiver sentado do outro lado da secretária).

O pediatra vê-lhe os ouvidos (tem a tal otite e uma perfuração qualquer cujo nome já dói), ausculta-a (impecável), vê-lhe os dentes (mais dois que o normal), e observa o corpo em geral. Mede-a e pesa-a (já sabíamos todos que de gorda não tem nada) e mede-lhe o perímetro da cabeça.

Depois pergunta se ela já anda apoiada nos móveis (sim) e se gatinha (muito). Não diz nada sobre o falar, por isso eu questiono-o sobre isso, dizendo que ela só fala umas poucas coisas. Ele diz que só pergunta pelas palavras aos 18 meses e pelas palavras agregadas (pseudo-frases) aos 24 meses. Ok, isso dá-me tempo para lhe ensinar "sim", "mamã" e "sim, mamã" {#emotions_dlg.lol}.

O pediatra ainda nos fala das comidas, que agora já podem ser as nossas, sem restrições nenhumas (venha a clara de ovo e o morango) à excepção do leite de vaca, ao qual ela será exposta controladamente. O almoço e o jantar devem acontecer ao mesmo tempo que os dos adultos e devem ter sopa, prato e fruta. Vai parar com o Vigantol, mas vai introduzir a escova na lavagem dos dentes.

Por causa da alergia ao leite de vaca, o pediatra aconselha a marcação de uma consulta de alergologia (indica 2 nomes) e explica como será o processo (na altura eu descrevo). Já marcámos a consulta para 5 de Maio, pelo que para a semana a Maria já terá de fazer análises. Medo.

Resultado da consulta: Bom desenvolvimento para a idade. Altura de 77cm (p90), peso de 8,850Kg (p25 {#emotions_dlg.amazed}), perímetro cefálico de 47cm (p90). Ou seja, a Maria está bem, é alta e magra e tem uma grande cabeça! Que era alta e magra eu já sabia, agora que era cabeçudinha nunca tinha reparado...

Apesar do percentil 25 de peso me parecer algo assustador (quando comparado com um 90 de altura), o médico disse que não era nada preocupante e que ela estava muito bem: "Não é defeito, é feitio" foram as suas palavras. E mesmo que não fossem, a Maria come tão bem que eu não saberia o que lhe dar mais...

O pediatra despede-se com um "A Maria está óptima e está gira", e nós fomos embora orgulhosos e contentes {#emotions_dlg.smile}, com uma Maria igualmente contente (como sempre, aliás).

 

A minha Maria, alta, elegante e com uma grande cabeça (tanta inteligência precisa de espaço!). E feliz da vida:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cu-cuuuu!

Sexta-feira, 22.04.11

Há já uns bons meses que a Maria adora brincar às escondidas (versão bebé de colo). Primeiro com mantinhas e fraldinhas, depois nos colos dos adultos, e agora ela própria procura um sítio e começa a espreitar para fazer "cu-cuuuu"! Ri-se imenso. Às vezes solta gargalhadas espectaculares. Deliciosas como só ela. Ora espreitem:

 

PS: É favor ignorar a "roupa de trazer por casa" da Maria

Autoria e outros dados (tags, etc)

O fim-de-semana do meu aniversário

Sexta-feira, 22.04.11

Este ano celebrei o aniversário de forma diferente. Como a empresa onde trabalho realizou o seu encontro anual nos dias 14 e 15 de Abril no Algarve, achei que era boa ideia aproveitar e ficar logo no Algarve para o fim-de-semana, trazendo a família até mim {#emotions_dlg.king}. Assim, o dia 15 começou logo com uns parabéns cantados por colegas e amigos na discoteca e avançou com uns jogos de equipa matinais e um início de tarde calmo junto à piscina. 

Foi só pelas 5 da tarde (já a reunião terminara) que chegaram os meus pais e a minha Maria {#emotions_dlg.happy}. Já tinha muitas saudades dela e vê-la foi logo um óptimo presente de aniversário (embora dispensasse a conjuntivite). O Bruno chegou pouco depois. Mais beijos e prendas, roupa gira escolhida por ele mesmo.

A Maria estava feliz, no seu elemento, i.e. a receber atenções a torto e a direito.

Fomos jantar à Marina de Vilamoura, os quatro mais a minha irmã que entretanto chegou (a tia Nafi), e mais os tios Manel e Cláudia e primos Carolina, Manel e Matilde, que também foram passar o fim-de-semana ao Algarve.

Foi um belo jantar (belo vinho!), e embora a Maria estivesse super excitada (o que pode dar para o torto), esteve sempre contente e a distribuir sorrisos a todos). Recebi dois presentes. Um castanho e giro, o pendente que os tios me ofereceram. O outro, castanho e dispensável: o que a Maria deixou na fralda logo que a sentámos à mesa (e quando eu digo logo é mesmo logo - parece propositado! {#emotions_dlg.barf}).

O sábado amanheceu solarengo mas ventoso, pelo que decidimos não ir à praia com a Maria. No entanto, ela aproveitou bastante bem a varanda e ainda foi passear com o avô no jardim. Já eu e a tia Nafi aproveitámos para uns banhos de sol na piscina, se bem que de branca esquálida passei apenas a branca parede (o Bruno, coitado, em fase de reporting, andou com o pc atrás).

Pela tarde, e depois da sesta da Maria, fomos passear à marina, onde a tia Nafi nos ofereceu um gelado. A Maria bem quis uns bocados, mas conseguimos sempre desviar-lhe as atenções com bonecadas. Mas está cada vez mais difícil e anseio pelo dia em que lhe possa oferecer uma lambidela sem preocupações. Mas esteve divertida e bem-disposta durante todo o passeio.

Jantámos em casa e os tios e primos juntaram-se a nós pouco depois para ver um jogo na TV. Deitámos a Maria cedo, porque estava podre de sono (eu também, by the way, deve ser dos recentes 31).

De domingo não vale a pena falar muito... Basta dizer: Madrugada péssima ->Hospital de Faro ->Otite -> Antibiótico Clavamox -> Regresso antecipado -> Casa e descanso!

Enfim, não foi o fim-de-semana com que sonhei e que queria muito que corresse bem (aliás, fui eu que convenci toda a gente a juntar-se no Algarve), mas, no conjunto, celebrei os 31 com os meus mais-que-tudo e sou feliz {#emotions_dlg.default}. E isso é bem mais do que suficiente.

 

Imagens do fim-de-semana:

  1. Bem-comportada à mesa (se bem que à mesa não se deve ler!)
  2. Às cavalitas do avô
  3. A brincar com a avó (sorrindo para a tia Cláudia)
  4. Na conversa com a prima Carolina
  5. A "soprar as velas" com a mãe
  6. Na brincadeira na varanda
  7. Na geladaria ao colo do pai
  8. Na marina ao colo da tia

 

 

PS: Depois da noite terrível e já a antibiótico, a Maria voltou rapidamente ao seu estado habitual: feliz da vida!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu aos 31

Sexta-feira, 22.04.11

Sou basicamente a mesma pessoa que era há 1 ano + "mãe". Mas não creio que a maternidade me tenha mudado muito. Ainda estou à espera daquela dose de paciência reforçada que dizem que a maternidade dá. Eeehhhrrrr, não sei, ainda não vi. Continuo impaciente e impulsiva, tal qual a minha filha. Tenho basicamente os mesmos defeitos que antes e também as mesmas qualidades. Então o que é que os 30 me trouxeram mais?

(Amigas sem filhos, passar directamente para o parágrafo seguinte!)

  • Mais cabelos brancos, e uma tiróide "boa-p'á-troca" {#emotions_dlg.confused}
  • Mais filmes vistos em casa (aos pedaços)
  • Mais jantares encurtados, em pé, ou comidos com apenas 1 talher
  • Mais manicures caseiras (cortar as unhas qualifica-se como manicure?)
  • Mais máquinas de roupa (muuuitas mais)
  • Mais "viagens na minha terra"
  • Mais "variedade" na decoração do lar (super colorido hoje em dia)
  • Mais conversas interrompidas (ou prolongadas por dias)
  • Mais confusão e desarrumação geral (em casa e na cabeça)
  • Mais condução automóvel {#emotions_dlg.brrrpt}
  • Mais cansaço (e consequentes "maleitas" que definitivamente não tinha aos 20!)

Mas também:

  • Mais sorrisos e gargalhadas {#emotions_dlg.default}
  • Mais olhares prolongados entre nós 
  • Mais cores, sons e música (e um regresso aos Vitinhos e às saborosas canções da minha infância)
  • Mais beijinhos, mais mimos, mais abracinhos
  • Mais sopa, mais comida saudável
  • Mais cheirinhos bons, mais lençóis branquinhos acabadinhos de lavar
  • Mais manhãs de fim-de-semana 
  • Mais prioridades
  • Mais confiança e orgulho nos meus {#emotions_dlg.smile}
  • Mais uma miúda na minha cama
  • Mais sapatos e vestidos (ainda que de tamanho mini - são tão giros!)
  • Mais momentos de ternura {#emotions_dlg.kiss}
  • Mais capacidade de organização e multi-tasking
  • Mais... muito mais!

 

Sei que se aos 31 tenho saúde (8 em 10, vá, é bom), um marido 5 estrelas que é um pai fenomenal, uma família linda que me apoia e que gosta de mim, amigos Duracell, um trabalho do qual gosto e uma filha excepcional que me enche o coração todos os dias, não posso pedir muito mais. Mas, e se for apenas... a tal dose extra de paciência? {#emotions_dlg.blink}

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

31 e 1

Terça-feira, 12.04.11

Quase, quase! {#emotions_dlg.king}

Autoria e outros dados (tags, etc)

A princesinha da casa

Terça-feira, 12.04.11

Nestes últimos dias, pré e pós-Viana, a Maria tem estado meia constipadita (nada de grave, alguma tosse principalmente), e portanto o tempo que passa na escola tem sido reduzido ao máximo, para que possa restabelecer-se mais depressa.

Uma destas manhãs, o pai estava com ela em casa dos avós, pôs-lhe esta fita na cabeça e, contrariamente ao que é costume, a Maria deixou-a lá estar. Deve ser porque se assemelha a uma pseudo-tiara brilhante e a Maria já percebe que é, sem sombra de dúvida, a princesa da casa!

Oh p'ra ela tão fofa, a minha princesinha:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maria Schumacher

Terça-feira, 12.04.11

Já aqui disse que a Maria não é grande fã de viagens de automóvel. Não é bem verdade; ela não gosta é de ir "amarrada" na sua cadeirinha. Agora ponham-na ao volante e é isto:

Com esta expressão de felicidade tão óbvia, definitivamente neste capítulo não sai a mim!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Finalmente em Viana!

Terça-feira, 12.04.11

Este fim-de-semana, depois de várias tentativas adiadas por causa das constipações da Maria, conseguimos ir a Viana. E que bem que nos soube! É certo que não parámos, entre "visitar as capelinhas" e passear, mas estivemos com família e amigos de quem tínhamos saudades, e a Maria portou-se lindamente. Se soubesse falar (português {#emotions_dlg.blink}), teria certamente dito que adorou estes dois dias.

Seguimos para cima na tarde de 6ªfeira, nós os três e o padrinho. Parámos primeiro na Mealhada para dar o jantar à Maria (lá fui eu buscar o termos da escola que não usava desde os 6 meses dela). Parámos ainda em Vila do Conde para nós jantarmos e para a Maria descansar da cadeira auto, coisa que cada vez detesta mais. Ou vai a dormir (coisa que fez durante a primeira hora de viagem - thank God!) ou então é um verdadeiro desafio mantê-la contente e calma. Cantei, li-lhe livros, mostrei brinquedos, mas ela fica muito desconfortável principalmente por causa do calor (muitas vezes acaba a suar imenso, ficando com as costas todas molhadas), e refila imenso.

Mas acabámos por chegar por volta das 22h30, e enquanto eu a adormecia, o Bruno e o Carlitos arranjaram-lhe a cama (que desde a última visita precisava que se baixasse o estrado). Pouco depois, dormia regalada... e cansada. E nós também!

No sábado acordámos cedo. Ouvi os galos, literalmente! De manhã a Maria passeou no jardim com o padrinho, que lhe mostrou também o cão e a gata dos vizinhos (o padrinho a tentar evitar que a Maria se torne demasiado city girl - como eu, que não distingo uma couve). Tomámos o pequeno almoço na pastelaria da vila, onde a Maria esteve na conversa com a Matilde, uma bebé de 10 meses, filha de uma colega de escola do Bruno. Partilharam alegremente olás, brinquedos e germes.

Ainda de manhã passámos por casa da tia Odete, onde a Maria viu as primas Carla, Rita e Francisca. A Francisca também cresceu imenso, está um amor, e adormece sozinha (deixam-na no berço e ela fica entretida até adormecer... que maravilha!). A Rita foi logo brincar com a Maria, fazia-lhe festas e seguia atrás dela, de gatas.

Almoçámos no centro de Viana com o avô Carlos, que achou a Maria linda e crescida. A Maria, tal como com o avô João, mostrou particular interesse nos óculos do avô.

Logo depois, passámos pelo Shopping Viana (para umas compras necessárias) e pela Casa Peixoto (para umas comparações de torneiras e afins). A Maria portou-se bem, mas não queria estar sempre no carrinho, pedindo algum colo.

Lanchámos em casa da tia Odete, para estar com os primos Paulo, Eva e Diogo, o primo que nasceu no último dia de 2010. O Diogo está uma coisa fofa e sossegada, com olhos azuis e cabelos clarinhos, e agora que vejo a Maria tão activa, faz-me pensar como o tempo parece ter passado tão rápido... Se bem que não me lembro da Maria sossegada, nem mesmo aos 3 meses.

Ainda à tarde demos um pulinho até casa da avó do Bruno, onde também estivemos com os tios Marito e Celeste, e vimos as obras da casa, que avançam a bom ritmo. 

Também fomos ver a casa dos primos Paulo e Eva (que é enorme e tem uma óptima vista e espaço exterior), antes de seguirmos para jantar com eles em Viana. No caminho para o restaurante, a Maria resolveu sujar-se toda, o que obrigou a uma ginástica de mudança de roupa no interior do carro [Sim, eu poderia tê-la mudado no restaurante, mas conhecia o fraldário e não é bom{#emotions_dlg.barf}].

Mas depois desta peripécia, resolveu redimir-se e portar-se bem durante todo o jantar. Jantar esse que se prolongou até perto da meia-noite, e ao qual se juntaram os amigos Sónia e Rui (e Telmo e Afonso), Marisa, Henrique e Isabel. A Maria esteve sempre divertida, sorria para toda a gente e até engraçou com o Afonso, que aos 18 meses já diz imensas palavras e tem uns caracóis de meter inveja à tia Mela.

Claro que a Maria, mal chegou ao carro, "aterrou" {#emotions_dlg.sleeping}, e só acordou às nove da manhã de domingo. Para ela, tardíssimo, para nós, muito bom!

No domingo, nova manhã de jardim, a ver as flores, e almoço em casa da avó e dos tios, desta vez também com as primas Vera e Sofia, que se meteram logo com a Maria. Recebeu um peluche com uma manta cor-de-rosa, mostrando a maior satisfação com o rasgar do papel, como sempre. De resto, esteve muito bem, comeu e deixou comer, e distribuiu sorrisos por toda a gente.

Antes de voltarmos para Lisboa, ainda houve tempo para uma visita à madrinha do Bruno e à família, que gostaram imenso de rever a Maria.

E depois lá começou o martírio da viagem de regresso, com a Maria a refilar a cada quarto de hora e a precisar de mudar três (três!!!) vezes de fralda e duas de roupa, tal o calor que a encharcava de suor. Dormiu pouquito na viagem, pelo que tivemos de fazer duas paragens mais prolongadas para a deixar recuperar...

Chegámos a casa já depois das nove da noite, estoirados (todos), algo constipados (Bruno e Maria), mas muito, muito contentes {#emotions_dlg.happy} com o fim-de-semana vianense (todos novamente). E agora é aproveitar o bom tempo e (esperamos) a melhor saúde da Maria para voltar brevemente!

 

Estreias a assinalar em Viana:

  1. A Maria tomou banho pela primeira vez numa banheira normal ("de crescidos"): correu lindamente!
  2. A Maria experimentou pela primeira vez os boiões de comida para bebé (Guisado de borrego da Nestlé e Frango com batata e legumes da Blédina), porque só levei sopa caseira (congelada) para o almoço e jantar de sábado. Parece que os boiões ficaram aprovados, e são óptimos para viagens e emergências. Tenho é de ter imenso cuidado, porque muitos destes boiões têm leite de vaca na composição.

Imagens do fim-de-semana:

  • Maria na estação de serviço de Vila do Conde, a apontar para tudo o que mexia
  • Maria na sua estreia na banheira "dos grandes" (ela é grande mesmo)
  • Maria a cumprimentar a gata
  • Maria no jardim a ver as flores
  • Maria com o pai e o avô
  • Maria à mesa, em casa da (bis)avó e dos tios

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma porcaria de um ciclo vicioso

Domingo, 03.04.11

Na 2ª feira passada ligaram da creche porque a Maria estava novamente com febre. Fomos às urgências na 3ª feira e a pediatra de banco lá diagnosticou nova otite (pulmões bem, vá lá!). Perguntei-lhe o que ela achava desta ser a 845ª vez que a Maria apanhava uma porcaria qualquer este Inverno. Ela disse que era normal, dado frequentar a creche, pois apanhava um vírus=>adoecia=>recuperava um pouco=>voltava à creche=>estava fragilizada e mais susceptível de apanhar novo vírus=>apanhava novo vírus! Ciclo vicioso portanto.

Para ver se contornávamos a coisa, pedimos à L. (empregada da minha mãe e soon-to-be nossa) que ficasse com a Maria a maior parte da semana, enquanto eu e o Bruno cobrimos a outra parte da dita. 

A Maria está recuperada, anda super feliz da vida e ultra mimada também . Mas hoje, domingo, não dormiu grande coisa (aquece muito debaixo do edredão e depois descobre-se), e já a ouvi espirrar 2 vezes. Estou literalmente a rezar para que não fique doente. Porque se ficar começo a achar que é tudo planeado para não ir à escola !

Autoria e outros dados (tags, etc)

Almoço de amiguinhos

Domingo, 03.04.11

No passado domingo (faz hoje 1 semana portanto), fomos a casa do amiguinho Miguel, porque este havia deixado de usar o parque e ofereceu-se (i.e. os pais) para deixar a Maria experimentar o dito por uns tempos. Ao chegarmos, os pais do Miguel convidaram-nos para almoçar com eles e com outros amigos e amiguinhos na Gulbenkian. Ora como o dia até estava bonito e é sempre bom socializar com gente boa, lá fomos nós! Por sorte a Maria tinha almoçado em casa antes de sairmos e não precisávamos de nada mais.

E assim foi: depois de um almoço no café da Gulbenkian, ala para os jardins. E foi mesmo giro estar com 4 bebés de idades semelhantes: a Maria era a mais nova, com 11 meses, depois o Miguel, com pouco mais de 12, a Maria (uma homónima com bochecha gorda), com 13, e a Leonor, com 14. Enquanto as últimas já passeavam pelo seu próprio pé, o Miguel e a Maria andavam ao colo, mas todos adoraram estar ali, principalmente a ver os patos no lago.

Perto da hora do lanche, trouxemos a Maria para casa, cansada mas muito contente . A repetir!

 

Como não foi um almoço planeado, infelizmente não levei máquina, mas aqui fica uma imagem da Maria no parque emprestado pelo Miguel:

Reacção ao parque (Amigos da Quinta - Chicco):

Dia 1 - Adorou

Dia 2 - Gostou durante 5 minutos, depois chateou-se (ver foto)

Dia 3 - Nem vê-lo

Dia 4/5/6/7 - Depende. Às vezes acha piada a estar lá dentro e mexe na rede e nos bonecos e entretém-se um bocado sozinha (meia hora). Outras vezes só o pode ver com a rede aberta, como local de brincadeira adjacente (mas não isolado) à sala. A ver vamos como progride a relação...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Dentista em Lisboa

    Sempre que as crianças fazem uma conquista é uma v...

  • Janete

    Que doçura de blog! Parecem muito felizes!

  • Paula

    OláA procura de sítiio onde ficar no algarve ,enco...

  • Preta

    Este blog encerrou e não avisaste os teus leitores...

  • MIF

    Fica prometido!Beijinhos e saudades,MIF






subscrever feeds



Pág. 1/2