Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Maria

Lilypie Fifth Birthday tickers

Maria banho.jpg

João

Lilypie Second Birthday tickers

C:\Documents and Settings\isabel.faria\My Document

Visitas

contador gratis

calendário

Fevereiro 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Pesquisar

 


Carnaval IV

Terça-feira, 21.02.12

E depois do cortejo dessa manhã (por favor ver frase a bold no post correspondente), ligam da creche a meio da tarde para nos dizerem que a Maria está com febre e o nariz a correr...{#emotions_dlg.ill}

E, portanto, o nosso fim-de-semana de Carnaval é isto: sofá, lenços e Ben-U-Ron!

 

Nota: Embora tenhamos tido 2 (boas) festas pelo meio, que depois descrevo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Carnaval III

Terça-feira, 21.02.12

E no dia 17, precisamente às 10 horas como anunciado, começou o cortejo de Carnaval da escolinha da Maria. Primeiro saíram as turmas dos miúdos mais velhinhos, que deram um passeio mais longo. O cortejo da turma da Maria (salas de 1-2 anos) deu apenas uma voltinha ao quarteirão, mas foi o suficiente para um amontoado de pais e avós se entreterem por mais de meia hora. Só se viam máquinas fotográficas e câmaras de vídeo por ali...

Eu tirei a manhã para assistir à coisa, e como o Bruno trabalha perto da escola, pode assistir também. A avó não trabalhava de manhã e ficou toda contente por também ela poder ir ver a neta a desfilar.

Surpreendentemente, a Maria esteve sempre super compenetrada, mesmo quando nos viu. Ao contrário do que poderíamos pensar, não fez birra de espécie alguma, não insistiu em vir ter connosco nem quis soltar-se do cortejo. Algumas crianças choravam por verem os pais e não estarem com eles, mas a maioria estava bem. Parecia que sabiam perfeitamente que aquele é "ambiente escola" e quem manda ali são as educadoras.

A Maria andou sempre de mão dada com a A. e, como ia a encerrar o desfile, eu e a avó íamos mesmo atrás dela. Basicamente íamos as duas a babar-nos com o quão gira e bem comportada ela ia{#emotions_dlg.drool}. Comentámos os outros fatinhos (há pais com imensa imaginação e havia, de facto, modelitos muito engraçados e bem feitos), particularmente o facto de muitos terem aproveitado mesmo bem a reciclagem. Por causa de não ser um fato quente, a Maria teve de vestir um casaco por cima, mas mesmo assim estava bem fofa.

Durante a primeira parte do cortejo as crianças estavam ao sol e quentinhas, mas quando atravessaram a rua, a sombra trouxe o frio e um vento mais desagradável. A Maria queixou-se logo "'tá frio{#emotions_dlg.ice}!!!", ao que a avó se precipitou sobre ela a aconchegar-lhe o casaco.

E antes das 11 horas já a turma da Maria se tinha despachado, com a Maria a voltar para a escola sem drama de espécie alguma. Eu e o Bruno ficámos muito orgulhosos de ver a nossa Mary tão bem comportada no desfile{#emotions_dlg.smile}, mas de alguma forma soube a pouco... Eu queria mais (mas não sei bem o quê, eu nem gosto do Carnaval!). E a avó, essa, queria era trazer a Maria logo para casa!

 

Momentos do cortejo-mini:

- A chamar a atenção da avó para um cão!

- Eu e a avó a fechar o desfile... 

- A Maria e dois coleguinhas (um saco do Ikea com discos de algodão - "ar" - e um conjunto de folhas e flores - "terra"): 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Carnaval II

Terça-feira, 21.02.12

Há cerca de 3 semanas a escola da Maria enviou um recado aos pais, avisando que as crianças iriam desfilar com os fatinhos de Carnaval no dia 17 de Fevereiro (6ªfeira de Carnaval), na rua da escola. Importante: os fatinhos teriam de obedecer ao tema trabalhado no ano lectivo (Os elementos: água, ar, terra e fogo) e incorporar materiais reciclados. 

Logo na altura enderecei a encomenda à tia Nafi, que sempre teve jeitinho para as artes da costura (infinitamente mais que eu, that's for sure!{#emotions_dlg.blink}). E, pronto, à boa maneira tuga e tradição familiar, a tia Nafi foi deixando a coisa até à última. Tanto que saiu directa de um banco no Hospital para passar o dia a tratar do fatinho para a Maria{#emotions_dlg.amazed}. Dormiu apenas 3 horas nesse dia (trouxe-o no dia da festa caseira do Bruno), mas cumpriu o prometido e fez um belo modelito. Inspirada no tema "água", comprou a base (roupa azul, verde-água e branca) na Primark, pintou umas nuvens, lagos e fontes de água no fato, e coseu umas "gotas de chuva" na camisola e na fita de cabelo. Depois coseu com fitas de sacos do lixo (eis a reciclagem!) umas garrafas de água vazias na saia de tule, e aproveitou uns tecidos para sobrepôr ao conjunto e dar o efeito de onda (também enlaçados com fita de saco do lixo).

 

Eis o resultado no cabide:

E o resultado na top model (sentada a tentar destrinçar as peças/ a sentir o efeito "onda"):

 

 

Estava tão, mas tão feliz com a sua "roupa" nova! Obrigada madrinha!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Carnaval I

Terça-feira, 21.02.12

Sob a temática Carnaval, a Maria trouxe mais uma obra de arte da escolinha. Desta vez um chapéu de cartolina decorado com círculos de tinta (feitos com as bases de copos de plástico?) e enfeitado com tiras de serpentinas. Estava engraçado e a Maria super feliz com o seu novo adereço fashion.

Pedimos-lhe uma pose para a foto e não resisto a publicar estas duas{#emotions_dlg.clown}:

  1. Maria sempre feliz e cheia de energia
  2. Maria a tentar equilibrar o chapéu (esta até ficou desfocada, mas eu acho-a adorável)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A festa de anos caseira do pai

Terça-feira, 21.02.12

Uma vez que o dia de aniversário do Bruno foi passado com amigos, em Vieira do Minho, resolvemos fazer também um jantarzito de anos em Lisboa, com os sogrinhos e cunhadinha (e com o Carlitos, claro). Assim, no dia 15 (passada 4ªfeira) tivemos festa cá em casa. Festa para nós, que gostamos de ter cá a família, mas essencialmente para a Maria, que é sempre o centro das atenções. Tanto que até ela recebeu um presente, apesar de não ser a aniversariante: os avós trouxeram-lhe uma cadeirinha em madeira, própria para crianças da idade dela, para se poder sentar como faz na creche.

Foi um jantar preparado pelo próprio Bruno (que anda com imenso espírito de chef{#emotions_dlg.food}), e estava muito saboroso. A Maria comeu connosco à mesa, mas claro que a meio do jantar já andava a saltar de colo em colo a debicar dos pratos alheios. O bolo trouxe-o(s) da Merry Cupcakes: vi uns "Monstros das Bolachas" (da Rua Sésamo) e não resisti... a Maria e a tia Nafi adoraram{#emotions_dlg.happy}.

Claro que o ponto alto da noite foi o apagar das velas ao som dos parabéns. Tal como fizeramos com o Carlitos, também nesta ocasião duplicámos a cena para grande alegria da Maria. Ela que ajudou o pai a apagar a vela e tudo.

Depois de comer um bocado do bolo (era um red velvet) do pai, ainda houve tempo para a Maria ouvir uma história da madrinha antes de dormir. 

O serão não se prolongou muito, já que era dia de semana. Mas foi muuuuito bom!

 

Ao jantar:

  1. Os convivas à mesa (p'ra variar estou a tirar a foto)
  2. A Maria ao colo do pai durante os "Parabéns" (atentai, gentes, nos "Monstros das Bolachas" abaixo)
  3. A Maria a ouvir uma história contada pela madrinha (está sentada na tal cadeirinha nova)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma descoberta pela metade

Terça-feira, 21.02.12

Na viagem de regresso de Vieira do Minho, parámos numa estação de serviço para descansar (e despedir-nos dos tios). A Maria avistou um carrinho daqueles de colocar moedinha para andar e quis saltar lá para dentro. Os tios ainda sugeriram pôr de facto a moeda e animar a Maria com uma voltinha "a sério", mas eu (e o Bruno) acho que enquanto ela estiver feliz só com a simulação, para quê complicar (e gastar dinheiro)?

Sendo assim, por enquanto temos uma Maria que adora estes "brinquedos grandes", mas sem exigir gastos suplementares{#emotions_dlg.blink}...

 

Cá está ela no carrinho, a explorar toda contente:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fim-de-semana em Vieira do Minho

Segunda-feira, 20.02.12
O fim-de-semana de 11 e 12 de Fevereiro foi, sem sombra de dúvida, um óptimo fim-de-semana{#emotions_dlg.happy}! Foram tantos os momentos de diversão para a Maria (e para nós também, claro) que nem sei bem por onde começar…

Ora então começo pelo princípio: a convite do tio Carlbasto, nós os 3 e os “tios” do costume (Carlitos, Preta, Tony, Fufs e Melos) – a tia Nafi foi convidada mas não pode ir – fomos até Vieira do Minho para passar 2 dias de muita animação. E comida. E bebida. E frio (mas temperado com calor humano)!

Ficámos instalados numa residencial no centro de Vieira (já lá chego), mas pouco tempo lá passámos. Ao chegar, sábado à hora de almoço, fomos logo recebidos com um belo almoço de churrasco na casa da família do tio CB. E a Maria foi logo presenteada com um livro de bichinhos oferecido por uma sua homónima (a mãe do tio) – é só mimos.

Depois de almoço e do café no Café Central (há sempre um em cada terra e este até é da família também), fomos todos passear pela serra (a Maria dormiu apenas uma pseudo-sesta de vinte minutos). Todos adorámos o passeio, mas a Maria delirou! Então quando viu os garranos (cavalos selvagens) não se calava “Olha o pequenino! Olha mais!”. Houve tempo para tudo, até para um pequeno "encalhanço" com o carro da tia Preta{#emotions_dlg.xa}, e tirámos fotografias muito giras por lá.

Entretanto, ao fim da tarde concentrámo-nos de novo no café para ver o jogo do SCP. Quer dizer, os homens viram (coitados!), eu e as tias Preta e Fuf fizemos desenhos com a Maria. Quando ela se fartou de estar quieta (cedo), valeu-lhe o tio CB que andou a brincar (correr) com ela pelo café – eu só lhe ouvia as gargalhadas.

O jantar foi excelente: pelos comes, tudo típico e saboroso – a Maria provou de (quase) tudo e gostou, pelo vinho (a Maria absteve-se) e sobretudo pela cantoria. Era suposto assistirmos a um espectáculo de stand-up comedy de um amigo da família, mas este adoeceu e não pode ir. Mas não ficámos a perder, já que a família Basto se muniu de violas e acordeões (e de vozes e vozeirões) e nos deu música{#emotions_dlg.smile}. Claro que houve participações especiais (grande Tony, como sempre), eu e o Bruno também cantámos e qualquer dia a Maria também dará um ar (tom) da sua graça.

Mas ela estava tão cansada, tão cansada, que depois de comer e correr pela sala um bocadinho, adormeceu sentada ao meu colo, embalada pela alta cantoria, pouco passava das 22h. Ficou sossegadinha (e coberta de mantas) no carrinho.

Claro que, com o bater da meia-noite e a chegada do dia de aniversário do Bruno, vieram os parabéns em coro geral, a salva de palmas e o nada surpreendente despertar da Maria (cantar os “Parabéns a Você” é uma das suas especialidades). Acordou estremunhada, devagarinho, mas bem-disposta, e assim ficou mais uma horinha, quando decidimos que tínhamos de nos deitar (nós, pais extremosos, já que os tios ainda deram um salto até à discoteca BB para ver o Iran Costa - lindo momento{#emotions_dlg.blink} que eu tive muita pena de perder).

A noite até nem foi má (para a Maria, já eu não dormi grande coisa), mas pelas 9 da manhã acordou aos berros que se queria “sentar na cadeira” (?!?!?!). Demos-lhe leite e lá voltou a adormecer, mas depois voltar a acordá-la é que foi mais difícil. E tínhamos mesmo de sair.

O almoço de domingo foi dedicado aos aniversariantes (o Bruno, no dia, e o Carlitos, no passado dia 8) e foi marcado num restaurante conhecido da região. Almoçámos para o tarde (passava das 14h30) pelo que já déramos uma sopa e sandes à Maria antes.

O almoço foi marcado pela conversa boa no pátio, pela muita comida típica (a Maria voltou a almoçar, desta feita cozido – com direito a carne, batata, couve e muuuuita cenoura) e pelos presentes ao pai e ao tio. A Maria não se portou mal, mas já acusava o cansaço deste fim-de-semana e só queria saltar para o chão (onde estavam 2 outras crianças mais velhas a brincar).

Quando voltámos para os carros para regressar a Lisboa (despedidas e agradecimentos à família Basto, com sabor a "queremos uma próxima"), já eram 5 da tarde.

Da viagem de regresso é melhor nem falar, porque viajar de carro (4 horas!!!!) com uma Maria cansada (excepto nas partes em que dorme) é um verdadeiro stress. Mas todo o restante fim-de-semana mais que compensou… Sem dúvida, delicioso (em todos os sentidos)!

 

Pontos altos do fim-de-semana:

  • “No alto daquela serra” – agora a música ganhou outro significado. Ar puro (muito frio), com belos momentos em grupo. A Maria a ver os cavalos, maravilhada.
  • Os comes e bebes – todos!
  • Os “Parabéns a Você” cantados ao Bruno, à meia-noite. O abracinho de parabéns da Maria ao pai{#emotions_dlg.inlove}.
  • A hospitalidade da família Basto.
  • O tio Melo a apanhar laranjas com a Maria: esteve mais de meia hora no quintal com ela (toda encasacada e embarretada) enquanto toda a gente se aquecia à lareira.
  • A Maria a lembrar-se do Filipe e da Marta (ver post “Fim-de-semana em Viana…do Alentejo”), a quem só tinha visto uma vez.
  • O tio Tony a cantar “blues”.
  • Todas as outras canções.
  • A tia Mela (e depois os tios Fufs) a ser cravada para ir ver as galinhas com a Maria (a tia Mela morre de medo das galinhas mas foi!).

Pontos altos a que eu não assisti mas que gostaria muito:

  • As caras dos tios a ouvir (e ver, e dançar as coreografias) o Iran Costa.

Pontos mais baixitos:

  • A residencial “Arijal”, com as suas TVs avariadas, a cama-de-bebé-que-afinal-era-de-solteiro-normal-e-obrigou-nos-a-dormir-separados, o ar muito seco, os cobertores demasiado pesados e a falta de água quente (aparentemente eu e o Bruno acabámos com essa preciosidade e o tio Fuf então acabou gelado).
  • A seca à espera de obter o código para entrar na Arijal à 1h30 da manhã {#emotions_dlg.annoyed}(valeu-nos o tio CB que foi com o Bruno resolver a situação). E os tios Tony e Carlitos a pedirem ao Bruno para descer vinte minutos depois – já o Bruno estava deitado (para os ajudar a eles).
  • A última hora e meia das viagens de ida e regresso (de carro).

E o post já vai longo, mas não podia deixar de aqui colocar as imagens de alguns dos bons momentos do fim-de-semana mais verde, frio e musical do ano so far:

  1. Com os pais "no alto daquela serra"
  2. Com os tios idem idem aspas aspas
  3. A dançar o "Ai se eu te pego" no alto do penedo (devidamente "limitada" pelo pai)
  4. Com a mãe, feliz da vida (o que ela gosta é do ar livre)
  5. A mesa da jantarada, presidida pela Maria
  6. A desenhar com os tios Melos
  7. Já meio adormecida ao colo do tio CB
  8. À meia-noite, a dar os parabéns "estremunhados" ao pai
  9. Uma cena de cantoria (sem Maria, por agora...)
  10. A ver as galinhas com a tia Mela
  11. Novamente a presidir a mesa, desta feita da almoçarada
  12. A "ir às compras" com os presentes do pai

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Parabéns ao pai Bruno!!!

Segunda-feira, 20.02.12

No dia 12 o Bruno celebrou 34 Primaveras (está um crescido{#emotions_dlg.blink}) e, para assinalar tão importante ocasião, a Maria quis deixar uma mensagem ao melhor Pai do Mundo e arredores. Ei-la: 

  1. Pelos beijinhos que me dás todos os dias
  2. Pelas festinhas no cabelo e na bochecha (e nas costas, que peço ao adormecer)
  3. Pelas mil e uma histórias (mais ou menos) imaginadas
  4. Pelas colheres de sopa de todos os dias
  5. Pelos pedaços roubados de chocolate
  6. Pelos dias de sol na praia
  7. Pelos empurrões no baloiço e os amparos no escorrega
  8. Pelos mergulhos no mar
  9. Pelas flores cheiradas e tocadas
  10. Pelas viagens de carro cantadas até à escola
  11. Pelos abracinhos antes de seguires para o trabalho
  12. Pelos vestidos bonitos que me vestes
  13. Pelas bonecas que me ofereces
  14. Pelos dói-dóis que me curas
  15. Pelos legos e puzzles que constróis comigo
  16. Pelas visitas a Viana
  17. Pelos passeios de carrinho, às cavalitas, de mão dada...
  18. Pelos momentos de brincadeira na hora do banho 
  19. Pelas apresentações aos animais (os cãezinhos, os gatinhos, os porquinhos...)
  20. Pelo amor à Natureza que partilhamos
  21. Pelos livros que folheias comigo (para eu não rasgar, eu sei)
  22. Pelos colos infinitos
  23. Pelas noites que não dormes para que eu sim
  24. Pelas festas "em minha honra"
  25. Pelos meus lençóis, mantinhas e almofadinhas
  26. Pelas visitas ao Hospital (embora na altura eu não goste nada...)
  27. Pelos meus tantos tios amigos
  28. Pelos desenhos animados que vês comigo
  29. Pelos lencinhos com que me assoas (tantas vezes...)
  30. Pelos bonecos de espuma que fazes no meu cabelo
  31. Pelas manhãs de mimo e leitinho quente
  32. Pelos dias que passas sempre a meu lado
  33. Pelo par que fazes com a Mamã
  34. Por seres sempre o meu número 1

MUITOS PARABÉNS{#emotions_dlg.king}! És o melhor papá que eu poderia desejar e és o meu melhor amigo. Adoro-te!

{#emotions_dlg.kiss}Maria

 

Há-de chegar o dia em que será a própria Maria a escrever estas mensagens ao Bruno (provavelmente acompanhadas de "lindos desenhos"). Enquanto esse dia não chega, faço-o eu. E estou bastante segura que a coisa está muito aproximada à realidade...

 

Os dois, no fim-de-semana do aniversário do Bruno {#emotions_dlg.inlove}:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Parabéns, padrinho!

Sexta-feira, 10.02.12

No passado dia 8, o padrinho Carlitos fez anos (yey, parabéns Carlitos!). Claro que a Maria não podia passar o dia sem lhe dar uma grande beijoca e assim o padrinho veio jantar cá a casa.

Como o dia calhou a meio da semana, fizemos um jantarzito simples (o pai cozinhou uns bifes de frango com arroz de tomate malandrinho) e convidámos a madrinha Nafi também. Eu trouxe um bolo de chocolate (para o Carlitos só podia...) e velas para cantar os parabéns.

A Maria estava "louca" de alegria por ter os padrinhos com ela a jantar e esteve sempre com um sorriso. Que só a largou por breves instantes quando o Bruno apagou as luzes e eu apareci com o bolo com as velas acesas. Ela estava muito surpreendida...por mais aniversários a que assista, fica sempre com ar de pasmo. 

Cantámos todos os parabéns, muitas palminhas (eeeehhhhhhh!!!!!) e o Carlitos soprou as velas. Depois, muito pendente de sua sobrinha preferida (e única), perguntou-lhe se ela não queria cantar de novo os parabéns e apagar (ela mesma) as velas. E assim fizemos. Mas desta vez de luz acesa. À quarta ou quinta sopradela (e com um nadinha de cuspos, talvez?) lá se apagaram as velas e nova salva de palmas. Vivia-se um ambiente de festa!

Para não quebrar (demasiado) a rotina, lá fingimos que os padrinhos se iam embora ("para as suas caminhas") e deitámos a Maria por volta das 22h. Nós os quatro ficámos a ver um filme, mas eu ando tão cheia de sono que acho que nem cheguei a metade...

Quem fez anos foi o Carlitos, mas quem estava velha era eu!

 

A Maria a ajudar o Carlitos a soprar as velas:

Autoria e outros dados (tags, etc)

O lanche da tia Mariana

Sexta-feira, 10.02.12

Ora se o sábado foi passado em festa, o domingo não lhe ficou atrás!

Eu e a Maria seguimos cedo para casa dos avós, tendo o Bruno dedicado a manhã (e o início da tarde) a bricolages caseiras: esteve a lixar madeiras que precisam de pintura nova (e a criar uma nuvem de pó que ainda hoje - estou em crer - não se dissipou completamente...).
Claro que casa dos avós é sinónimo de mimo constante, e a Maria andou entretida a tratar da roupa com a avó, a andar de carrinho com o avô, a mexer em panelas e tupperwares, a brincar com as bonecas e a fazer "disenhos" até ser hora de almoçar. (Nota: eu estive a ler refastelada no sofá, coisa muito rara em casa!)
Quando o Bruno chegou para almoçar, já era perto das 3 da tarde (almoça-se tarde ao domingo) e a Maria até já acordara da sesta. Daí a ser hora de seguirmos para a festa da Mariana foi um instante.
Fomos dos primeiros a chegar a casa da Mariana, que ainda não conhecíamos (a casa, a Mariana já - ai que trocadilhozinho giro). A casa é daquelas clássicas cheias de charme, está renovada, e tem uma cozinha enorme onde a Maria se fartou de correr. E tinha uma mesa de jantar recheada de coisas boas (que a Maria comeu, mas eu mais...).
Mas mais do que uma casa gira ou "comes" deliciosos, a tarde valeu mesmo pela excelente companhia! Eu e o Bruno estivemos na alegre conversa com os "tios" (thank God vários amigos da fac têm filhos e podemos assim falar de babadices à vontade...), enquanto a Maria se divertia com os "primos". 

Estiveram na festa a Leonor, o Miguel e o Ricardinho. A Maria brincou imenso com a Leonor aos lanchinhos (a Leonor levara bolinhos e chávenas de plástico para o "chá das 5") e partilhou com ela a sua boneca Lucrécia. Com o Miguel partilhou puzzles (mas o Miguel não tem - para já - grande paciência para as miúdas e prefere os seus carrinhos) e com o Ricardinho beijinhos e cócegas (a Maria diz que ele é bebé, mas gradualmente a diferença de idades vai ficando esbatida).

Foi uma bela tarde e é óptimo vê-la brincar com estes amiguinhos, que se querem de sempre e por muito tempo. Venha a próxima festa, que a Maria está sempre pronta para mais!

 

A Maria e a Leonor, num momento de brincadeira:
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Dentista em Lisboa

    Sempre que as crianças fazem uma conquista é uma v...

  • Janete

    Que doçura de blog! Parecem muito felizes!

  • Paula

    OláA procura de sítiio onde ficar no algarve ,enco...

  • Preta

    Este blog encerrou e não avisaste os teus leitores...

  • MIF

    Fica prometido!Beijinhos e saudades,MIF






subscrever feeds



Pág. 1/2