Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Maria

Lilypie Fifth Birthday tickers

Maria banho.jpg

João

Lilypie Second Birthday tickers

C:\Documents and Settings\isabel.faria\My Document

Visitas

contador gratis

calendário

Março 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Pesquisar

 


Parabéns Nafi!

Domingo, 25.03.12

A madrinha da Maria é a tia Nafi. A minha irmã Nafi. Que fez 27 anos no passado dia 23.

A minha irmã Nafi era um bebé adorável, tinha uma palmeirinha na cabeça e duas bolas cor-de-rosa nas bochechas (Hembey!). A minha irmã Nafi engoliu meio frasco de xarope e foi de urgência para o Hospital, deixando-me preocupada pela primeira vez na vida. Eu tinha 5 anos e tornei-me irmã mais velha.

Já aqui disse uma vez que a minha irmã Nafi foi a melhor parte da minha infância. Partilhávamos histórias, viagens de carro, almoços de família, festas com os primos, brinquedos vários (se bem que ela era mais Barbies e eu era mais legos). Disputávamos o comando para ver televisão, mas juntávamo-nos para jogar ao “jogo dos anúncios”. Brigávamos porque as regras mudavam sempre a meio. Partilhávamos quarto e atirávamos com a almofada à cabeça da outra quando dormia. Discutíamos, chorávamos e fazíamos as pazes. Numa questão de horas, muitas vezes de minutos. Víamos os filmes de sempre, os clássicos, e já sabíamos frases de cor. “Devorávamos” a “Música no Coração”. Cantávamos o “Edelweiss” montes de vezes. Adorávamos cantar. Fazíamos crepes e gemadas. Comíamos imenso chocolate e bebíamos leite com chocolate. Na sala - “não digas à mãe que estou a beber o leite na sala”. Éramos cúmplices na defesa uma da outra em relação aos castigos dos pais. Sabíamos muitas vezes o que a outra pensava. Bastava olhar. E às vezes nem isso era preciso.

A minha irmã Nafi era uma criança traquina. Partiu o nariz, partiu a cabeça, desaparecia por momentos na praia… Eu ficava com o coração em sobressalto, preocupadíssima, só queria que estivesse bem. Chegava a ir ter com ela enquanto dormia e passava-lhe a mão pela cara para saber que respirava bem.

A minha irmã Nafi cresceu e eu também. Mas eu continuo a querer que ela me mande um sms quando chega a casa para eu saber que ela está bem. Continuo a querer partilhar com ela o último livro da colecção “Uma aventura”. Continuo a querer saber se gostou daquele filme antes de o ir ver, e a querer partilhar aquele episódio daquele reality show dramático. Gosto de “cuscar” o seu facebook, de saber quais os blogs que gosta de visitar. Consigo distinguir-lhe um comentário mesmo que não assinado. Sei como escreve e sei no que acredita. Continuo a saber o que sente muitas vezes, porque o sinto igual.

A minha irmã Nafi tornou-se uma mulher linda e uma pessoa maravilhosa, de quem toda a gente gosta, que toda a gente respeita. Que vive para a família, que adora os amigos, que dá tudo de si aos pacientes de quem é médica.

A minha irmã Nafi merece tudo o que é bom e depois ainda mais. Das suas inúmeras qualidades e virtudes, só eu lhe conheço as de irmã. E eu só gostava que as pessoas soubessem como é bom ter uma irmã como ela.

Se Deus quiser, a Maria também terá a oportunidade de construir uma relação assim. Eu quero muito. Porque se há coisa que sei, é que não é preciso ser-se mãe para se amar assim, sem condições, e mais do que à própria vida. Parabéns Nafi{#emotions_dlg.smile}!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jantares de Março

Domingo, 25.03.12

Têm sido muitos - e bons! - os jantares de Março. Falo dos jantares "sociais", obviamente, e que têm quase sempre lugar ou cá em casa ou em casa de amigos. Caseirinhos, portanto, o que para a Maria é óptimo porque assim quando tem sono{#emotions_dlg.sleeping} pode ir dormir sem grandes stresses.

Nestas últimas 5ªs feiras tivemos cá em casa:

  • a estreia da tia Martinha, que veio com os tios Carlbasto, Tony e Carlitos (e que foi uma bela jantarada, com muitos toques de gozo...) - a tia Martinha prometeu voltar para mais!
  • a demonstração da Bimby.

A noite da demonstração da Bimby foi looonga - a senhora fartou-se de cozinhar e nós fartámo-nos de comer{#emotions_dlg.lunch}. Os 3 tios do costume e a tia Preta (também do costume) foram chegando (gradualmente) para o belo repasto e a certa altura já estava tudo a salivar. A Maria foi comendo "à frente" porque já estava na hora de deitar e a senhora ainda estava de volta das iguarias. Quando ela se foi embora, deitámos a Maria e ficámos horas à mesa, na conversa.

A Maria gosta muito de ter os tios cá em casa nestes dias{#emotions_dlg.smile}. Deita-se um bocadinho mais tarde, é certo, mas não muito, e estes períodos de mimo extra são deliciosos para ela.

Por isso, venham mais uns quantos! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bem-vinda, Primavera!

Domingo, 25.03.12

No dia 21 de Março chegou a Primavera{#emotions_dlg.orangeflower}. E eu tenho algumas notas soltas sobre isso:

  • Só me lembro de ter chovido umas 3 vezes em todo o Inverno - pânico em relação a Agosto...
  • A Maria esteve doente 2 vezes (cerca de 1000 vezes menos que o ano passado, portanto) - o que dadas as gripes e o frio horrível de Janeiro/ Fevereiro não foi mau!
  • A nova estação vai trazer com ela a primeira viagem de avião da Maria, e o seu 2º aniversário{#emotions_dlg.sarcastic}! E o meu também.

Para comemorar a data, mais exactamente o dia da árvore (e o que eu me lembro de assinalar o dia na escola, no meu tempo*!), a Maria trouxe um colar-cartão para casa, para colorir.

 

Aqui apresento o "antes" e o "depois":

Obviamente que dei uma ajuda, orientei os tons castanho e verde... mas a liberdade artística da minha Mary vingou (e ainda bem)! Agora tenho mais uma obra de arte para arquivar. 

 

*Já digo coisas como "no meu tempo" {#emotions_dlg.amazed}{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.annoyed}{#emotions_dlg.nostalgic}.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dia do Pai!

Domingo, 25.03.12

Não podia deixar passar o Dia do Pai sem pelo menos vir aqui sublinhar, uma vez mais, o quão dedicado, carinhoso, protector, brincalhão, participativo, meigo, ternurento e divertido o Bruno é como pai.

A Maria adora-o, está constantemente a dizer que "A Maria é do papá" (especialmente quando lhe pergunto se ela é da mãe ou do pai - revelando a sua característica de gozona) e quer segui-lo para todo o lado.

Por isso aqui fica uma beijoca {#emotions_dlg.kiss}muito especial em nome dela para o Bruno, e uma também muito especial para outro pai fantástico - o meu!

 

E deixo também uma foto da lembrança que a Maria trouxe da escola, feita por ela (com ajuda, claro):

Nota: acho que é um porta-lápis... (sempre sob o tema do ano escolar: a reciclagem)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais Viana, mais!

Domingo, 25.03.12

No fim-de-semana de 17 e 18 de Março voltámos a Viana. É engraçado que agora a Maria já sabe perfeitamente o que significa ir a Viana e portanto fica toda contente quando anunciamos que vamos. Lembra-se logo do avô Carlos, das primas Rita e Francisca (Franquica) e do Nikki e da gatita.

Fomos como habitualmente na 6ªfeira à noite, depois de lhe darmos de jantar, e a viagem decorreu com ela a dormir. Mas mal estacionámos o carro na garagem, já em Viana, a Maria abre os olhos e bate palmas entusiasticamente: "Chegámos!!!"{#emotions_dlg.happy}

Todo o fim-de-semana foi passado em ritmo alucinante.

No sábado almoçámos com o avô Carlos (mais o padrinho Carlitos), depois seguimos para Paços de Ferreira (onde estivemos a procurar uma fábrica que nos fizesse móveis por medida - encontrámos, por sorte!) e voltámos a tempo de visitar (e ficar para jantar) a bisavó, a tia Celeste e as primas Sofia e Vera. Claro que a Maria fica deliciada quando lá vai. Primeiro é sempre o centro das atenções e é sempre muito mimadinha - a Sofia brinca imenso com ela. E depois há sempre coisinhas boas: chocolate, bolinhos, sumos... A Maria lanchou e pouco depois já estava a comer almondegas com esparguete. Enfim, um regalo{#emotions_dlg.drool}!

No domingo fomos convidados para almoçar em casa da tia Odete (já começa a ser tradição). Mas antes ainda fomos passear pela terra, e demos um saltinho até ao parque infantil e tudo.

No almoço estavam também os primos Carla e Stephane (com a Rita e a Francisca) e o Paulo e a Eva, com o Diogo. Assim, com as crianças todas juntas foi uma animação! A Maria gostou de brincar com a Francisca, mas de quem ela mais gosta é da Rita, que tem bastante paciência para as miúdas.

Logo depois do almoço, o primo Stephane convidou-nos para passar lá por casa e ver os porquinhos que por lá agora vivem (no enorme terreno que têm). Não nos fizemos rogados e fomos ver a nova sensação das miúdas. Os porquinhos são de facto muito engraçados e, como já seria de esperar, a Maria adorou-os! Sempre atrás da Rita, correu atrás deles livremente e a rir. Ainda estivemos um bocadinho na casa dos primos, com a Rita a brincar na sala com a Maria (a Francisca dormia a sesta).

Depois foi tempo de passar por casa novamente para nos despedirmos do avô Carlos. Fora um fim-de-semana excelente!

Ora tanta animação em tão curto espaço de tempo resultou numa coisa inédita: a Maria dormiu TODA a viagem para Lisboa{#emotions_dlg.amazed}. Mais de três horas a dormir pesadamente na cadeirinha. E se por acaso pensássemos que iria ser mais complicado adormecê-la depois do jantar... nem por isso. A Maria estava mesmo cansada, mas divertiu-se a valer!

 

Imagens do fim-de-semana bem passado:

  1. Ao almoço, no restaurante (colher de mousse em primeiro plano)
  2. Com a Sofia, na noite de sábado
  3. A praticar Pilates com o padrinho
  4. No parque infantil, sozinha (já é uma crescida!)
  5. No balancé com a mãe (que continua a adorar estas coisas)
  6. Numa máquina com o pai e o padrinho
  7. A perseguir os porquinhos, acompanhada pela Rita
  8. A arrumar as bolas de brincar, com a ajuda da Rita

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ganchinhos!

Terça-feira, 13.03.12

A Maria anda numa fase de ganchinhos.

Todos os dias quer escolher o(s) que leva para a escola. Por ela levava sempre vários na cabeça e temos sempre de lhe explicar que só pode ser um. Fica toda vaidosa e gosta de os observar e de lhes mexer. Prefere os que têm as meninas em relevo, mas esses não leva para a creche porque aparecem partidos (e as educadoras avisaram que era melhor dos mais simples). Também gosta do da Barbie, que é o maior, e que o Bruno chama de "o gancho foleiro".

Eu gosto de todos, acho piada a combinar o ganchinho com o outfit do dia da Maria. Enfim, "coisas de gaja"!

 

Aos seus 22 meses, eis a colecção de ganchinhos (ainda pequena mas fofa) da Maria:

Nota: alguns ganchos são aos pares, mas para o efeito não contam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Finalmente... a mota eléctrica!

Terça-feira, 13.03.12

Aparte umas voltinhas dentro de casa, a Maria ainda não tinha experimentado a mota que os avós lhe haviam dado no Natal. Estúpido, eu sei. Mas por um motivo ou outro a coisa ainda não se tinha propiciado.

Este domingo, sem planos, e porque estava bom (óptimo) tempo e porque não apetecia ficar em casa, lá fomos nós com ela estrear verdadeiramente a sua motinha eléctrica.

Primeiro pensámos na Gulbenkian e dirigimo-nos para lá. Desceu a rua toda na mota (ainda a experimentar a coordenação do volante e sob o olhar muito atento do pai), mas quando chegámos ao jardim propriamente dito, o barulhinho irritante da coisa contrastava demasiado com o sossego do jardim (apesar de crowded!) e ficámos (eu pelo menos fiquei) inibidos. De qualquer modo a Gulbenkian também não é o melhor sítio para andar de mota eléctrica, pois é muito irregular. Assim aproveitámos para passear, respirar o verde e ir ver os patinhos e peixes que a maria tanto gosta.

Mais tarde fomos para a praça perto da casa dos avós, onde efectivamente é mais práctico andar na motinha e a Maria andou por lá às voltas, toda contente. E não é que ela tem uma clara preferência por andar de pé?! Com esta idade e já com manias...

Avisado por nós, o avô ainda desceu para ver a neta a andar na mota. Mas mal a Maria viu o avô, largou a coisa e foi passear com ele por ali. Subiu ao coreto e foi cuscar os bebedouros.

No final da tarde subimos para lanchar com os avós e dar um beijinho à tia Nafi, que tem trabalhado muito estes tempos e que estava cheia de saudades da sua afilhada. A Maria alambuzou-se de coisas boas, incluindo mousse de chocolate da avó, iogurtes e croissant.

E, pronto, assim se passou mais um domingo muito familiar e muito doce, em tons rosinha como a moto (e tão gira que é!) da Maria.

 

Momentos da bela tarde domingueira:

  • Com o pai a dar as primeiras "pedaladas eléctricas"
  • A entrar no verde do parque
  • Com a mãe a ver os peixinhos
  • A andar na mota a grande velocidade (tipo 3km/h) - e em pé!
  • Com o avô, no coreto da praça

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais uma noite de karaoke chez tio Carlbasto

Terça-feira, 13.03.12

Uma vez que o jantar estava previsto apenas para depois do futebol e consistia basicamente em queijos, enchidos e marisco, achámos por bem passar por casa para ir buscar um jantar mais Maria-according. E assim foi. Só que a Maria nem ai nem ui, estava completamente ferrada no sono. Ainda a deixámos dormir na cama uma meia hora antes de sairmos para casa do tio (e saímos de casa com ela adormecida...).

Quando lá chegámos, ela acordou fresquíssima (como que por magia) e pronta para nova festa. Fomos os primeiros e ela atirou-se logo para os braços do tio Carlbasto. 

Ficou depois delirante quando viu chegar o padrinho, os tios Preta e Fufs e a família Basto, de quem bem se lembrava. E, claro, foi super apaparicada durante o jantar. Comeu o que tinha preparado para ela e ainda foi debicando do jantar dos adultos.

Quando se iniciaram "as hostilidades" do karaoke já a Maria estava novamente em modo quase-sono (agarrada à fraldinha a chuchar na língua). Ainda ouviu umas quantas canções e posso dizer que estava com um ar genuinamente admirado a ouvir as pessoas cantar (com muita emoção e volume). Não se cantou nada de embalar, mas até parecia, pois a Maria "aterrou" completamente nos braços do pai pouco depois. Foi então dormir entre as almofadas fofas da cama do tio até, já de madrugada, estes pais desnaturados a trazerem para casa.

Tinha sido um dia super divertido, que acabara lindamente, mas muito estafante. O que vale é que a Maria acordou às 8h para beber o leite, mas voltou a adormecer até às 12h45!!! Recorde absoluto e um bom descanso para a família toda!

 

Infelizmente não tirei fotos em casa do tio CB, mas pode ser que ainda apareça aqui alguma (tirada pela Basto family). Esperemos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

A festa dos 2 anos do Miguel

Terça-feira, 13.03.12

O Miguel – amiguinho Geração 2010 – fez 2 anos no dia 9! E desta vez a sua festa não foi na casa dos pais (os amigos Rita e Miguel), mas sim num espaço alugado – o Little Gym das Laranjeiras. Uma vez que eram muitas as crianças convidadas (não só da idade dele, mas também mais velhas), fez todo o sentido alugar um espaço com muito espaço (passo o pleonasmo) e próprio para brincadeiras. Aliás, o Little Gym é onde o Miguel e a Leonor fazem ginástica todas as semanas.
Há colchões por todo o lado e aparelhos (barras, traves, trampolins) feitos à medida dos mais pequenos. E os monitores de ginástica também lá estavam para animar/ orientar os mais pequenos nas brincadeiras.
A Maria, não conhecendo o local, a-do-rou a experiência. Seguia o monitor com imensa atenção e queria participar em todos os jogos. Até fez de cobaia nalguns exemplos… Gostou bastante, por exemplo, de brincar sob o tecido colorido do “pára-quedas” e do insuflável gigante para pular. Também gostou de andar na trave e de, basicamente, poder correr livremente por ali.
Mas, mais do que ela, quem fez imenso exercício foi o Bruno! Uma vez que havia vários “números” que requeriam a atenção ou a participação de adultos, o Bruno lá foi com ela: ora ajudava nas cambalhotas, ora fazia de carrinho de mão, ora perseguia-a no insuflável… E só parou quando sentiu que a picanha do almoço também já estava às cambalhotas no estômago...
Entretanto chegara a Leonor, e a Maria foi com ela e com a Beatriz fazer uma roda a cantar. Tão menininhas as três!
A hora do lanche foi bastante mais confusa (igual número de crianças mas num espaço muito mais pequeno), mas animada. A mesa estava disposta para os mais pequenos, com balões presos nas cadeiras e pequenos copinhos e pratinhos. A Maria “limpou” meia sandes de fiambre, duas gelatinas de morango e batatas fritas, que adora (e água, não é fã de sumos). Mas o que ela mais gostou foi dos balões…
O Ricardinho chegou a meio do lanche e continua incrivelmente giro, pequenino e com uns olhos muito azuis. Está sempre a sorrir. A Maria gosta muito de o ver e de vez em quando fala nele cá por casa.
O ponto alto da festa foi, está claro, cantar os parabéns. O bolo foi feito pela Rita (grandes avanços nas lides culinárias, hã?) e o Miguel estava verdadeiramente com ar de rei da festa. No fim, a Maria e a Leonor estiveram entretidíssimas a "dissecar" os restos da bonecada do bolo.
No meio de tanta confusão, os miúdos lá brincavam todos satisfeitos e nós adultos aproveitávamos para conversar um bocado (para além da Rita e Miguel, estavam – nossos conhecidos – a Martinha, a Joana, a Isabel e o Ricardo, a Mariana e o Pedro, e a Sofia e o Rafael).
Pouco depois das 7h demos por finda a tarde de brincadeira, até porque se seguia o jantar chez Carlbasto.

A Maria adormeceu mal sentou o rabo na cadeirinha do carro. Mas, e acordá-la depois?

 

Algumas imagens da festa:

  1. A fazer a cambalhota para trás (com a preciosa ajuda do Bruno) - ela é aquele par de pernas em movimento rápido!
  2. Uma volta na roda gigante
  3. À mesa do lanche (conversando com o Ricardo)
  4. À volta dos restos do bolo com a amiguinha Leonor

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Almoço na marina de Cascais

Terça-feira, 13.03.12

Pois que, apesar de algo constipada, a Maria acordou bem-disposta na manhã de sábado e passou-a muito bem, a brincar comigo e a chatear o pai, que tentava heroicamente pintar ombreiras de portas.
Por volta do meio-dia chegou o Carlitos, que ajudou a dar-lhe o almoço (só o dela) antes de sairmos para aproveitar o dia. Nós combinámos um almoço mais tardio na marina de Cascais com os tios Carlbasto e Tony e foi um belo repasto – picanha com alho regada a sangria branca. A Maria, já almoçada, entreteve-se a picar arroz e cenoura no prato dela. Por alturas do café já estava cansada de estar à mesa e, esperta, pedia aos tios, à vez, para a levarem a passear. Primeiro uma voltinha para ver os barquinhos com o tio Tony, depois mais uns minutos com o padrinho, depois mais um passeio com o tio Carlbasto. Sempre despachada e sempre com o chapéu novo (mais uma aquisição na Benetton, que é das minhas lojas preferidas para criança) a protegê-la do sol quente da tarde.
Ainda demos uma volta todos juntos pela marina (a Maria regalava-se com os peixinhos e nós com os iates, “à pobre”) antes de voltar aos carros. Nós dois e a Maria em direcção à festa do Miguel. Os outros para preparar o jantar que se seguiria.
Ainda bem que a viagem até Lisboa ainda durou um bocadinho, senão não teria havido a mui necessária sesta para a miúda do blog!

 

À mesa com o tio Carlbasto e o padrinho, todos sorridentes:

A passear com o tio Tony:


Às cavalitas do pai (e tão protegida do sol que nem se vê a carinha):

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Dentista em Lisboa

    Sempre que as crianças fazem uma conquista é uma v...

  • Janete

    Que doçura de blog! Parecem muito felizes!

  • Paula

    OláA procura de sítiio onde ficar no algarve ,enco...

  • Preta

    Este blog encerrou e não avisaste os teus leitores...

  • MIF

    Fica prometido!Beijinhos e saudades,MIF






subscrever feeds



Pág. 1/3