Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Maria

Lilypie Fifth Birthday tickers

Maria banho.jpg

João

Lilypie Second Birthday tickers

C:\Documents and Settings\isabel.faria\My Document

Visitas

contador gratis

calendário

Outubro 2012

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Pesquisar

 


Eu ainda sou do tempo...

Sexta-feira, 19.10.12

... em que tínhamos 4 estações do ano. Mas, pelos vistos, agora o Inverno chega sem passar pela casa "partida" e sem receber os 2.000$. Outono, onde estás?

(Isto para dizer que a Maria, que se destapa a dormir, já está constipada...){#emotions_dlg.snob}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Moda Outono/Inverno 2012/13 - Pijamas, pantufas e casacos

Sexta-feira, 19.10.12

Pois que para contrastar com o dia de céu azul de sábado, domingo amanheceu cinzento e mais fresco. Perfeito, portanto, para renovar o guarda-roupa da Maria e começar a trocar os cabides de vestidinhos de alças pelas gavetas atafulhadas de meias e collants.

O nosso programa original para domingo, confesso, era bastante mais giro. Tínhamos combinado ir visitar a priminha Leonor{#emotions_dlg.chucha}, já na sua casa. Mas como o vírus da constipação ainda não me abandonara completamente, não dava mesmo para ir (apesar de os 1001 chás de limão de sábado me terem posto muito melhor).

Assim, dirigimo-nos ao C. C. Colombo, às lojas de roupa infantil. Nós e 475.000 outras famílias. Passámos pela Zippy, Disney, Zara, H&M e Benetton. Claro que 5 lojas é abusar da sorte (a Maria – como a maior parte dos miúdos – começa a impacientar-se cedo) e na Zara já ela se andava a esparramar pelo chão. Por isso, deixámos o nosso objectivo incompleto (ainda faltava o corredor das lojas infantis) e voltámos para casa. Com alguns sacos, recheados de:

  • Pijamas quentes
  • Camisolas, casacos e t-shirts de mangas compridas
  • Cuecas, collants e meias

Um reparo para dizer que, nesta fase da Maria, ela adora princesas, Kittys e bonecada do género. Pelo que nem sempre as roupas que prefere são as mais bonitas. Às vezes chegam mesmo a ser um bocadinho foleiras. Como as pantufas cor-de-rosa-choque-com-corações-lacinhos-e-princesas-Disney. Mas ela fixou-se nelas com tanta alegria que seria impossível escolher quaisquer outras...

Nessa noite, já com alguns básicos riscados da lista, encomendámos as calças, saias e vestidos, (e mais umas quantas coisinhas) na Vertbaudet, via internet. Eu adoro a Vertbaudet{#emotions_dlg.ok}, a par da Benetton é a marca que mais gosto para a Maria.

Uma visita ao armário da Maria confirmou que ainda há peças bem boas que ainda lhe servem, do ano passado. Nomeadamente o sobretudo encarnado que a bisavó Fifina ofereceu, o kispo cor-de-rosa (fica mais justo e com as mangas no limite, mas ainda dá!) e algumas saias.

Comprámos o kispo quente deste ano na Benetton, uns dias mais tarde. É amarelo limão com pormenores fúchsia, super divertido, como a (maior parte da) roupa de criança deve ser{#emotions_dlg.happy}. Este ano optámos por um mais comprido, até porque o do ano passado faz as vezes de casaco mais “maneirinho”.

E assim só ficou a faltar o par de ténis para a escola, e as galochas. E mais umas camisolas quentes (e outras peças melhorzitas), que hão-de ser compradas aos poucos…

 

Da empreitada de compras:

Maria feliz com os sacos!

Roupa nova!

Roupa novia via net:

Um kispo bem colorido (e umas pantufas das princesas)!

 

Adenda: Já comprámos os ténis para a escola e as galochas! Os ténis (Adidas) são muito giros, as galochas (PréNatal) são engraçadas e foi ela que as escolheu.

Aqui estão as novidades:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se não está "alapada" a um, está "alapada" a outro!

Domingo, 14.10.12

 

Maria e os tios (fotos tiradas ontem em Supertubos):

 

Ai eu gosto tanto da minha tia Preta!

Ai eu gosto tanto da minha tia Fuf!

Ai eu gosto tanto da minha tia Preta outra vez!

 

E já disse que gosto tanto da minha tia Fuf?

E do meu tio Fuf que me carrega a correr pela praia?

E do meu tio Tony que me põe muito aaaalta?

E do meu tio Carlbasto que me leva às cavalitas para o carro?

E do meu padrinho do coração, que me mima até à exaustão?

Ah, e do tio Melo e da tia Mela, que só por acaso não tiveram direito a foto só comigo, mas com quem estou sempre a brincar?

A todos, um grande beijinho pelas brincadeiras e mimos só nossos!{#emotions_dlg.kiss}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maria @ Supertubos

Domingo, 14.10.12

O primeiro ano que fomos ver o campeonato mundial de Surf a Peniche estava eu grávida da Maria. Na altura as ondas na praia de Supertubos não estavam grande coisa e a competição foi deslocada para uma outra praia, com umas condições de acesso péssimas{#emotions_dlg.confused}. Lembro-me de pensar que seria impensável fazer aqueles caminhos com uma criança atrás.

Pois este ano (tal como no ano passado) a RipCurl Pro Portugal 2012 realizou-se em Supertubos. E nós decidimos ir no sábado, com a Maria. No ano passado tirámos 1 dia de férias e fomos ver as provas num dia de semana, com ela na creche. Em termos logísticos, foi mais simples porque não tivemos de nos preocupar com o vento frio, com almoços e lanches, com idas à casa de banho, com distrações. Mas desta vez ia o grupo todo e ia estar um dia lindo, ela tinha mesmo de ir também.

Acontece que... espectacular... eu adoeço{#emotions_dlg.ill}! Nada de especial, uma constipação "agripalhada" que já me vinha a chatear há uns dias, e que me deixou de rastos nessa noite. De modo que na manhã de sábado sentia-me bastante malzito e decidi não ir. Arrumei o saco da Maria, fiz umas sandes e vi-os partir, já com o tio Carlitos e a tia Preta. Não sem antes ter dito à Maria "n" vezes: Por favor não saias de ao pé do pai e dos tios!!!

Estive em casa a secar (e a pôr o blog em dia, by the way) durante mais de 10 horas! Dez horas! E quando o Bruno e a Maria chegaram, já passava das 8 da noite, estavam ambos de rastos. Mas super contentes com o dia{#emotions_dlg.happy}. Demos um banho à Maria, um leite quente e pouco depois dormia. E aí tive direito a resumo alargado do dia deles, documentado com fotos e tudo.

Basicamente, a Maria esteve pouco interessada no que se passava nas ondas, mas sempre muito interessada em correr de um lado para o outro, brincar na areia, e ginasticar com os tios. O Bruno esquecera-se dos baldes no carro (que estava suficientemente longe para o impedir de os ir buscar), mas isso não fez com que a Maria brincasse menos com a areia. Montes e montanhas dela (algumas vieram até cá a casa).

Disse-me o Bruno que a sua grande preocupação durante o dia foi evitar que a audiência "esmagasse" a Maria quando fugia da rebentação. Isto porque as pessoas assistiam em pé aos heats e, quando vinha uma onda mais forte, recuavam rapidamente. Ora a Maria não parava quieta e o Bruno receava que ainda levasse com alguém em cima... Não levou, thank God. Mas quem não se livrou de levar um belo banho foi mesmo o grupo, quando uma grande onda os apanhou surpreendidos{#emotions_dlg.ice}. O Bruno agarrou logo na Maria, mas as mochilas e os ténis do pessoal ainda ficaram uns tempos a secar! 

A Maria almoçou sandes mistas, sumo, iogurtes e línguas de gato (foi almoçando). E depois do almoço já o grupo estava completo: Maria, Bruno, Carlitos, Preta, Fufs, Melos, Tony e Carlos Basto. E aí é que foi a festa para a Maria! Se não estava a massacrar as tias com miminhos, estava a correr pela areia com este tio ou às cavalitas daquele. Não parou um segundo (nem os tios). E deu tempo para o Bruno assistir a alguns heats mais à vontade.

Com o fim do dia veio um vento mais fresco, mas nem isso abrandou a Maria. Com a sua sweat Roxy (how appropriate) estava pronta para tudo. Ainda teve energia para ir aplaudir, junto ao padrinho, os últimos surfistas do dia. Cheia de entusiasmo.

O sol estava a pôr-se no mar e, enquanto os surfistas locais enchiam o palco (aposto que o Bruno e o Carlitos adorariam juntar-se a eles), tiravam-se fotos e arrumava-se as trouxas. Vieram todos embora, mas ainda pararam na área da Carne Alentejana para um hamburguer no pão. E a Maria, ah valente, comeu um quase inteiro sozinha!

Foi, sem dúvida, um programa super divertido para a Maria{#emotions_dlg.default}. E, apesar de mais cansativo por não me ter tido lá, foi também óptimo para o Bruno, que diz terem estado boas ondas e ter visto bons tubos (houve 3 ondas com pontuação máxima!).

Eu? Eu foi mais chá de limão... mas acompanhei o dia pelo site da RipCurl, e também vi o bom surf. Só não os vi a eles. Mas vi as fotos. Que deixo já a seguir...

 

Do dia em Supertubos:

Maria a assistir a um dos primeiros heats:

Maria com as tias Fuf e Preta, a brincar na areia:

Maria às cavalitas do tio Fuf, perante as risadas dos tios Carlbasto e Melo:

 

Maria em versão surfista radical:

Maria e o grupo ao lanche:

Maria, a cheerleader {#emotions_dlg.blink}:

 

Maria e o grupo na hora do regresso:

Maria, como foi o teu dia?

 

 

E algumas fotos da competição e ambiente:

O fim de dia perfeito:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Curtas da Maria IV

Domingo, 14.10.12

Maria: Mamã, há 2 avôs João?

Eu: Sim, há o avô João que vive com a avó em Lisboa, e o (bis)avô João, que vive com a avó Fifina em Palmela.

Maria: Então e onde é que está a outra avó Fifina? 

{#emotions_dlg.smile}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jantar com (nem todos os) tios e a "prima" do Quadrado

Domingo, 14.10.12

O jantar do "Quadrado" é tradição há largos anos. Acontece, porém, que é muito raro estar o Quadrado todo reunido, muito por culpa de 2 elementos estarem emigrados: o Manel nos States e a Teresa na Turquia.

O Manel ficou "que tempos" sem vir a casa (Natal e Verão nicles) porque teve uns problemas com o visto e não podia sair dos EUA sob pena de não conseguir regressar logo. Mas veio agora (sozinho, a Maggie não pode vir) e, por isso, marcou-se logo jantar de reencontro{#emotions_dlg.smile}.

Por ser "fora d'época emigra", a Teresa é que não pode vir (no Natal não pode falhar!), mas veio a Leonor, claro, e a filha Luísa, o que é sempre uma alegria para a Maria. A Luísa tem 3 anos (mais 9 meses que a Maria), está gira e grande, tem duas covinhas nas bochechas que aparecem quando ri, coisa que está sempre a fazer, e fala pelos cotovelos. É um amor de miúda e tem tiradas fantásticas.

O jantar correu lindamente, parece sempre que estivemos juntos na semana anterior, e as miúdas, tendo idades próximas, portaram-se muito bem.

O tio Manel é que estava super surpreendido! Com a boca aberta de espanto, dizia que elas eram muito crescidas... Comiam sozinhas, diziam coisas e faziam pouco "chavascal". Nós ríamos{#emotions_dlg.lol}. Bom, ajuda serem meninas. E claro que, desde a última vez que as viu, elas deram um salto de desenvolvimento gigante. Aproveitámos para chatear o Manel com o tema "filhos", mas ele avisou logo para esperarmos sentadas que não vai ser para já. Pena.

Entretanto, quando as miúdas estavam a brincar às cozinhas, deu-se a habitual disputa de brinquedos (da parte da Maria, claro), mas o Bruno resolveu a coisa rapidamente ao emprestar às miúdas utensílios reais de cozinha, o que fez sucesso e acabou com a crise.

No fim do jantar, e já com a tia Martinha connosco (juntou-se para o café), as meninas vieram ter com o grupo para provar gelado e dizer umas gracinhas. A Luísa já tem aulas de inglês na escola e sabe dizer "Hello, how are you?" com uma pronúncia muito engraçada. A Maria não tem aulas, mas cá em casa já a ensinámos a dizer "potatoes, tomatoes and bananas"(coisas minhas){#emotions_dlg.clown}. Risada geral.

A verdade é que quer a Maria quer a Luísa pareciam estar cheias de energia, mas era noite de escola e não se podiam deitar muito tarde sob pena de ninguém as arrancar da cama no dia seguinte. Assim, a Leonor e a Luísa foram as primeiras a despedirem-se, não antes das meninas darem um abracinho apertado. E da Luísa nos ter agradecido desta forma: "Obrigada pelo jantar, estava muitaaa bom!". Tão querida.

O Manel e a Martinha ficaram só mais um bocadinho para mais dois dedos de conversa, e a Maria foi então dormir.

É sempre bom estar com estes amigos{#emotions_dlg.ok}, e como a Luísa vive cá, temos mesmo de nos esforçar para nos vermos mais vezes! 

 

Durante o café, as miúdas em modo "saltos e risota":

Autoria e outros dados (tags, etc)

Almoço de domingo em Palmela (já é quase tradição)

Domingo, 14.10.12

É verdade, este Verão parece que os domingos em Palmela começaram a ser uma tradição. E que boa que ela é!

Engraçado que tenho esta recordação de miúda: aos sábados ir a Cascais almoçar com a minha avó Isabel (a Bi da Maria) e aos domingos ir a Setúbal almoçar com os meus avós João e Fifina (os bisavós de Palmela). Não eram todos os fins-de-semana, claro, e nem foram muitos anos (porque os meus avós depois vieram para Lisboa), mas fiquei com esta memória marcada.

Pois enquanto a Maria não regista as dela, eu deixo-as aqui para ela saber. E estes almoços de domingo valem bem ser recordados{#emotions_dlg.smile}. Ainda com bom tempo, para passear com os avós na rua e andar à vontade no jardim, para brincar com água e mexer na terra.

Claro que começam sempre com um belo almoço. Estavam os avós e a tia Fofi, mas desta vez estava também a tia Nafi, acabadinha de regressar das férias em Paris, e que também veio visitar os avós.

Canjinha primeiro (que a Maria adora, e eu também), e depois bifinhos. E depois do almoço, fruta e um mini-pacote inteiro de m&m's que os avós e a tia Fofi arranjaram à Maria (que ofereceu 1 a cada pessoa{#emotions_dlg.tongue}). OMG, tanto chocolate! E a madrinha que lhe trouxe de Paris um tubo enorme de smarties com uma princesa em cima...

A tarde foi passada entre jogar à bola, dar comida aos passarinhos, ir visitar o Pelé, "lavar" azeitonas num alguidar cheio de água, mudar de roupa por causa da "lavagem" das azeitonas{#emotions_dlg.blink}, e fazer Legos na sala. E muita cantoria e conversa. E mais um gelado de chocolate (o mini Magnum do costume)!

O fim de tarde estava maravilhoso, ainda quente. O Bruno, cá fora, dizia como seria bom vivermos numa casinha com jardim (mas em Lisboa, perto do trabalho). Ele cresceu em Viana, numa casa assim. Eu adoraria sobretudo pela Maria. Está sempre visivelmente feliz aqui. 

Claro está que veio a dormir na viagem para casa. Ai, que cansaço bom. Eu não digo como esta quase-tradição é tão boa?

 

Da tarde tão bem passada:

1 - A mostrar a princesa dos smarties

2 - A jogar à bola com o pai

3 - A sair para passear com a avó Fifina

4 - A construir uma torre de Lego com a tia Fofi

 

Nota 1: Não tinha registado, mas da última vez que cá tínhamos vindo, aquando do regresso de Tróia, a avó Fifina fizera a sua mui exclusiva receita de "ovada". É um dos seus petiscos que mais aprecio, e o Bruno adorou. Fiambre, queijo, ovos, natas, forno, como é que não pode ser espectacular?!?{#emotions_dlg.happy}

 

Nota 2: Os avós foram passar este fim-de-semana ao Algarve, com a Bi e os tios Tony e Sabrina. Depois de uma semana mais fresca e outonal, viera o sol e o calor, e uma fantástica água do mar. A avó disse mesmo que fora o melhor banho de todo o Verão. Vá-se lá perceber este tempo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maria, gostaste mais de andar de metro ou de ir ao Zoo?

Sábado, 13.10.12

Resposta pronta:

(foto tirada da net)

Ai, filha, o tio Tony Days vai ficar tão orgulhoso! {#emotions_dlg.blink}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma bela manhã no Zoo!

Sábado, 13.10.12

Já há algum tempo que queríamos levar a Maria ao Jardim Zoológico. Ela já lá fora no ano passado com os avós (ver aqui), mas a experiência do Zoo com 1 ano e meio é totalmente diferente da com um ano mais.  

Para além disso, noticiara-se o nascimento de um gorila bebé, e cá em casa já se falava em como seria giro ir ver o "gorilinha"{#emotions_dlg.chucha}.

Ir ao Zoo com muito calor é impensável, pois tem de se andar muito a pé. Assim, deixámos passar o tempo mais quente e no passado fim-de-semana fomos os três. Elegemos o sábado e fomos logo de manhã, por volta das 10h (é que se deixássemos para a tarde corríamos o risco de ela acordar muito tarde da sesta).

Chegámos ao parque pouco depois de abrir, mas já estava imensa gente no átrio exterior e havia fila nas bilheteiras. Como era fim-de-semana prolongado, deve ter havido muita gente de fora que, em visita a Lisboa, resolveu vir ao Jardim Zoológico.

Entrámos (17,5 Euros cada entrada de adulto e grátis a da Maria) e, depois de uma breve olhadela pelo programa e pelo circuito (o tema da época é "No trilho da Ásia"), dirigimo-nos ao delfinário.

O show dos golfinhos e dos leões marinhos é um must da ida ao Zoo e resolvemos começar logo por aí. Ainda faltavam 20 minutos para começar, mas já estava bastante composto. Imensos balões e peluches de golfinhos, prateados, azuis, rosa, pequenos, grandes, fofos, chamativos! Esperei fervorosamente que a Maria não quisesse pedir um (embora até a mim me enchessem o olho), e ela não pediu. Mas reparou, porque me chamou a atenção para o balão do menino do lado.

Os leões marinhos são engraçados e os golfinhos são sempre uns animais muito simpáticos, por isso até para mim e para o Bruno é giro ir ver este espectáculo. Mas não houve grandes novidades, está igual há anos... e desta vez não levámos beijoca do leão marinho (é uma das nossas fotos emblemáticas, ainda como pré-casal). A Maria gostou, mas não adorou. Às vezes parecia estar mais atenta a outras pessoas da audiência (é tão cusca, sai à avó{#emotions_dlg.blink}) do que aos golfinhos. Gostou, no entanto, de ver outras crianças a interagir com eles (certamente com pena de não ser ela).

Depois do show fomos até à quintinha da Fulia (onde estão os animais da quinta). Vimos os porcos, os gansos, as galinhas, as cabras, as ovelhas e os patos. Muita hortaliça também, mas, lá está, nesse campo (trocadilho fantástico{#emotions_dlg.sarcastic}) parece-me tudo igual. 

Começámos então a subir em direcção à zona dos primatas. Vimos os kangurus, as girafas, os rinocerontes, os lemures, os elefantes, os hipopótamos e os seus primos pigmeus, os koalas e os flamingos. Nas girafas, uma grande tabuleta "Por favor não alimente os animais". Ao lado da tabuleta, um aglomerado de pessoas. A fazer o quê? A estender folhas e ramos às girafas. Para elas comerem. No comments.

Vimos veados e/ ou outros primos parecidos. Vimos os leões, mas eles estão sempre a dormir... (não é piada ao SCP, mas tinha potencial).

Já no templo dos primatas procurámos o gorilinha, mas não vimos nada. Ainda deve estar resguardado. Mas é uma zona gira, muito verde e com muitas estruturas para os macacos se exercitarem, brincarem e estarem em grupo. A Maria gostou de os ver, principalmente do facto de serem famílias. Chimpanzés, orangotangos, babuínos, macacos-do-Japão (aqueles feiosos que estão na aldeia de pedra) e os imponentes gorilas. Muitos outros que não sei nomear. Muita macacada, no fundo.

Vimos depois pinguins e mais leões marinhos. Vimos as suricatas. São tão engraçadas{#emotions_dlg.happy}! Ora esparramadas a dormir, ora a levantarem-se e a olharem para nós com curiosidade. Imensos miúdos pendurados no vidro para as verem melhor.

Vimos tartarugas e dragões de Komodo. Nessa onda, fomos até ao reptilário. Foi engraçado, mas estava muito abafado lá dentro. Vimos mais tartarugas, crocodilos, lagartos e cobras. A Maria gostou bastante de ver as cobras. Procurava-as atentamente e o Bruno ajudava-a nessa tarefa, também ele muito impressionado com algumas. A mim não me dizem grande coisa.

Saímos e vimos búfalos e bisontes. E embarcámos no teleférico. 

Decidimos que eu e a Maria seguíamos na primeira cabine e o Bruno iria atrás com a máquina fotográfica. A viagem de teleférico é mais engraçada na segunda metade do trajecto. A primeira parte é ver folhas de árvore e toldos de restaurante. E cheirar os frangos{#emotions_dlg.lunch} e os hamburgers do Mac (ui que fome!). A Maria estava a gostar da experiência, mas a certa altura disse que queria ir para a cabine do pai, o que em pleno ar, convenhamos, não era boa ideia. Mas portou-se lindamente e esteve sempre sossegada e atenta.

Do ar deu para ver mais animais (na tal segunda parte da volta). E com uma melhor perspectiva. Vimos, para além dos já mencionados, os rinocerontes brancos, o lindo tigre branco, os leopardos e panteras, e os camelos e as zebras (juntos a que propósito?).

Já em terra novamente, e com a Maria agarrada às bolachas (foi aquele cheirinho a comida...), demos mais uma volta para "apanhar" alguns animais novamente. O pavão azul passeava-se por entre as pessoas. Vimos mais macacada e vimos mais primos de veados. Vi umas pessoas a gozarem com um macaco, fazendo-o crer que lhe davam plantas através de um vidro{#emotions_dlg.serious}. Animais.

Tentámos subir até aos camelos, mas a passagem estava fechada. E a Maria adormecera no carrinho. Como já passava da hora de almoço e víramos practicamente tudo (só não picámos o show das aves e o urso pardo, mas esse "está no outro lado do Zoo, nem penses"{#emotions_dlg.dnd}), decidimos voltar para casa. Cansados, mas contentes. Os três.

Gosto sempre de vir ao Zoo. Tenho um soft spot pelos elefantes e pelas girafas, mas gosto de ver quase todos os animais. E o Jardim Zoológico de Lisboa está bem conservado, os animais já têm (na sua maioria) áreas decentes e cuidadas, há bastante verde e um céu (quase sempre) azul.

É verdade que já tive a felicidade de ver os leões na savana africana, os golfinhos na costa do Hawaii ou os crocodilos nos pântanos da Florida, mas como não posso estar sempre a viajar, e enquanto não levar a Maria aos locais da Terra que merecem o nosso regresso, o Zoo merece bem uma visita. Ou várias.

 

A felicidade{#emotions_dlg.happy} da Maria no Zoo, em imagens:

 

No espectáculo dos golfinhos e leões marinhos:

Às cavalitas do pai, na subida para o templo dos primatas:

No teleférico, sempre agarradinha:

Vencida pelo cansaço!

 

E alguns animais bem giros (é tão difícil escolher)!

 

Os mais simpáticos - os golfinhos:

O mais fofinho - o baby hipopótamo pigmeu:

O mais engraçado (provoca sempre sorrisos) - a suricata:

O mais bonito (yet, sempre a dormir...) - o tigre branco:

E a razão da nossa visita (mas não vimos a criança!) - o gorilaço:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maria anda de metro

Sábado, 13.10.12

Gosto deste título. É tipo "Anita vai à escola", mas em versão Ruca. Porque "Ruca - O passeio de metro" é um dos episódios preferidos de desenhos animados da Maria. Ela vê esse episódio regularmente e deve ter ficado a pensar que o metro é assim uma espécie de carrossel{#emotions_dlg.smile}.

Sabendo disso, e aproveitando o feriado do 5 de Outubro, levámos a Maria a comer um gelado à Baixa, de metropolitano. Deixámos o carro em Picoas (para no regresso darmos um salto ao Pingo Doce) e entrámos nessa estação. Fiéis ao desenho animado do Ruca, levámos a Maria à máquina para comprar um bilhete. Deixámo-la sacar os recibos e tudo. Estava maravilhada.

Descemos até à plataforma e mal tivemos tempo de nos sentarmos nos banquinhos porque o metro apareceu rapidamente. Como era feriado só vinha com 3 carruagens, o que foi a real seca, porque estava bastante gente{#emotions_dlg.sidemouth}. Daí ao Marquês foi só 1 estação e tivemos de trocar para a linha azul. A Maria estava fascinada com os túneis, as passadeiras rolantes, os torniquetes (tudo "como no Ruca", ou quase).

Na estação do Marquês ensinámo-la que não se pode pisar a linha amarela do chão, porque é muito perigoso cair nos carris. A Maria viu logo 2 ou 3 pessoas a pisar a linha e apontou-as, mas bem vi eu que ela estava cheia de vontade de as imitar. 

Aqui esperámos um pouco mais pelo metro, que mais uma vez vinha cheio. Com ela ao colo, e em pé, aproveitei para lhe mostrar o mapa das estações de metro em cima das portas, em que cada estação é uma bolinha "como no Ruca". Mais duas bolinhas e saíamos.

Saímos na Baixa-Chiado e encontrámos rapidamente o tio Carlitos, que fora ter connosco. Descemos até ao Rossio, estava imensa gente na rua. Já não era cedo, mas ainda estava calor.

A minha intenção era comer um gelado no Santini{#emotions_dlg.drool}, mas a fila à porta dissuadiu-me. O Carlitos dizia que havia outra gelataria artesanal na Rua Augusta e continuámos caminho. A Maria fizera todo o percurso de metro pelo próprio pé, mas o Bruno levara o carrinho-bengala para o passeio na Baixa, pois sabíamos que ela se iria cansar. E, assim, quando chegámos à tal gelataria, a Maria já estava instalada no carrinho. Partilhou um gelado de chocolate e stracciatella com o pai, enquanto descíamos a rua até à Praça do Comércio.

Na Baixa havia também muitos artistas de rua, que prenderam a atenção da Maria (e a nossa) várias vezes. Demos o passeio por concluído quando chegámos mesmo à beira do rio. É que aí já se fazia sentir um frio meio desagradável.

Voltámos a casa de metro novamente. Desta feita, conseguimos um lugar sentadas, e a Maria até experimentou ir sozinha num banco, tal qual o seu "amigo" Ruca. Estava muito orgulhosa, e visivelmente feliz por ter andado de metro{#emotions_dlg.default}.

Nessa noite voltou a ver o episódio do Ruca no metro, com atenção redobrada. Eu e o Bruno sorrimos. Às vezes é tão fácil fazê-la feliz.

 

A estreia no metro, em fotografias:

1 - À espera do metro, em Picoas

2 - Na estação do Marquês (não se pisa a linha amarela!{#emotions_dlg.dnd})

 

3 - O metro nunca mais vem?

4 - A viajar no metro, como o Ruca faz 

 

E na Baixa, já com o padrinho:

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Dentista em Lisboa

    Sempre que as crianças fazem uma conquista é uma v...

  • Janete

    Que doçura de blog! Parecem muito felizes!

  • Paula

    OláA procura de sítiio onde ficar no algarve ,enco...

  • Preta

    Este blog encerrou e não avisaste os teus leitores...

  • MIF

    Fica prometido!Beijinhos e saudades,MIF






subscrever feeds



Pág. 1/4