Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Maria

Lilypie Fifth Birthday tickers

Maria banho.jpg

João

Lilypie Second Birthday tickers

C:\Documents and Settings\isabel.faria\My Document

Visitas

contador gratis

calendário

Março 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Pesquisar

 


Curtas da Maria XII

Domingo, 31.03.13

Maria enfia a camisola e estica-a para baixo, alisando-a junto ao corpo. Depois vira-se para mim e remata com um sorriso:

- Estou tão "séc"(*)!

- Estás o quê, Maria?

- Estou "séc"!

E continua embevecida com os seus trajes, enquanto eu continuo parva com o "séc"...

 

(*)n.t.: sexy

Adenda: A tia Nafi diz que é capaz de ser culpa dela... Ai se as freiras lhe ouvem isto na escola{#emotions_dlg.blushed}!

Autoria e outros dados (tags, etc)

A tabela do bom comportamento

Domingo, 31.03.13

Vi esta ideia num site qualquer sobre parentalidade e não resisti a tentar implementá-la. Comprei uma cartolina colorida, criei um calendário (este primeiro para o mês de Abril) e decorei-o.

A ideia é que, para cada dia, registemos o comportamento da Maria, convidando-a a participar na sua avaliação e incentivando os bons comportamentos dela{#emotions_dlg.ok}. Sempre que ela tiver um dia "bom", pode desenhar no quadradinho correspondente e terá direito a um autocolante giro (i.e. piroso e brilhante) nesse dia. Estou confiante que ela vai adorar os autocolantes{#emotions_dlg.blink} (ainda não os viu).

Claro que o "bom comportamento" é algo subjectivo, mas passa por coisas como não sair da mesa sem acabar de jantar, não engolir a pasta de dentes ou ir para a cama sem fazer birra. E poderá haver "pontos" extra para coisas como vestir-se ou calçar-se sozinha e assim (que ela consegue, mas muitas vezes acaba por não fazer por preguiça).

A ideia é funcionar sempre pela positiva e fazer com que seja ela própria a analisar se esteve bem ou mal. E não há nada como experimentar. Veremos como corre.

 

A tabela, a estrear no dia 1 de Abril (e os autocolantes giríssimos e pirosos q.b.{#emotions_dlg.sarcastic}):

(as 6ªfeiras estão a amarelo, aqui vê-se mal)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aproveitando os descontos...em roupa e livros!

Domingo, 31.03.13

Esta semana tínhamos aquela coisa dos 50% de desconto em cartão Continente em alguns artigos. O facto por si só não seria grandemente relevante, mas desta vez esses artigos incluiam roupa de bebé e criança, e livros infantis.

Assim, ontem, após nova aula de natação (Maria a evoluir cada vez mais, mas ainda com medo de se atirar para a água), demos um salto ao Continente do Colombo, onde enchemos o carrinho com a "ajuda" da Maria{#emotions_dlg.blink}.

A verdade é que para ela não trouxemos muita coisa, apenas alguns básicos de Primavera para a escola (3 camisas, 2 casacos e 4 pares de collants) e duas t-shirts de praia. Mas não me quis "esticar" muito nas compras para ela, porque, apesar de gostar da Zippy para básicos, há tantas escolhas giras de Verão noutras marcas (e a tia Fuf anda a falar-me do Lisbon Kids Market...)!

Já com o João, o caso muda de figura. Ele há-de passar os primeiros meses de vida entre Lisboa e o Algarve, hopefully com tempo bastante quente, e por isso abastecemo-nos de roupa prática, confortável e fresca para esses primeiros tempos. Packs de bodies, calças suaves, t-shirts e camisolas leves (tudo com abertura de mola!), alguns bodies-pólo (só para variar um bocadinho), uma camisa e uns calções. As cores predominantes são o branco e o azul, mas também trouxemos coisas verdes e laranja. A Maria é fã do laranja (como eu) e foi ela que escolheu algumas peças "para o mano". 

Na secção dos livros, tive de me controlar mais - por mim trazia colecções inteiras. Da colecção da Anita ela já tinha todos os disponíveis, mas trouxemos mais 2 "Rucas", 2 "Smurfs" e 4 "Aventuras do Vítor", para além de um "Camila tem um irmão" que me pareceu muito apropriado{#emotions_dlg.chucha}. O objectivo era trazer livros que já soubessemos que ela ia gostar, e que não fossem muito grandes porque costumamos contar as histórias antes de dormir, e convém não demorar 1 hora...  

Aliás, a Maria agora tem uma pilha bastante grande de histórias para ouvir, porque eu já passara pela Bertrand no outro dia e não resistira a trazer uns quantos livros para ela. Entre esses, contam-se o tal livro do "Quem dá um abraço ao Martim?" (que ela adora) e um que se chama "Não quero ir dormir!" e que parece que foi inspirado nela (até a protagonista se chama Maria!).

Acabámos por demorar algum tempo no hipermercado (e gastar bastante também, se bem que ficámos com um bom saldo no cartão), mas estamos satisfeitos com as compras que fizemos.

E à noite, enquanto eu e o Bruno fomos comemorar o aniversário do tio Fuf com os amigos do costume, a Maria aproveitou logo para estrear uma série de livros com os seus babysitters preferidos, os avós{#emotions_dlg.smile}. A estreia das roupas, essa, fica adiada até que S. Pedro resolva desencalhar a nuvem de cima de Portugal...

 

Das compras para eles:

1 - Os básicos para a Maria:

(o vestido de praia fala em ter um blog)

2 - Roupa fresca para o João:

(adoro a t-shirt "Give peas a chance"{#emotions_dlg.happy}

3 - Mais livros para a estante da Maria:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jantar cá em casa com os tios do costume

Sábado, 30.03.13

Era para ser uma jantarada fora de portas, mas este ano o Março armou-se em Dezembro e, mais uma vez, estava frio e chuvoso. A mim nunca me apetece sair assim, por isso nós oferecemos a casa, e os amigos do costume vieram cá jantar. Veio também o tio Filipe (irmão do tio Carlosbasto) que estava essa noite por Lisboa.

O menu escolhido foi o famoso leitão d'Odivelas (que para além de prazer gastronómico, dá sempre azo a muitas piadas...) e os não menos típicos crepes com chocolate com gelado, do Continente. Tudo regadinho a Sagres e Luso da tia Mela{#emotions_dlg.blink}...

O jantar decorreu entre garfadas e risos, e homens e mulheres acabaram por se segregar (eu dizia que a minha família o fazia, mas afinal no nosso grupo também acontece...).

A Maria esteve bem durante o jantar (comeu bem, mas com ajuda ou então não se despachava...), mas depois começou a acusar o cansaço da semana... Ela agora até se entretém relativamente bem sozinha, mas quando estão cá os tios é certo e sabido que está sempre pendurada em algum. A maior visada da noite foi a tia Mela, que esteve com a Maria a ler histórias e a brincar com os Lego. Mas a Maria ainda andou a meter-se com todos de roda da mesa. E estava tão entretida (e distraída) a brincar com o tio CB, que acabou por... fazer chichi em cima dele{#emotions_dlg.amazed}! Mil desculpas, tio CB!

A partir daí, já estava "mais p'ra lá do que p'ra cá"... Acabou por adormecer ainda os tios estavam cá em casa, e dormiu ferradinha até de manhã!

 

Durante o jantar, a ler "Quem dá um abraço ao Martim?"(*) com a tia Mela

(*) Este Martim é um urso, mas a Maria manda beijinhos para o verdadeiro Martim em Macau!!{#emotions_dlg.kiss}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Consulta das 24 semanas do João

Sábado, 30.03.13

Foi uma consulta sui generis. É que foi basicamente só conversa...

Como a ecografia morfológica fora há duas semanas, desta vez não houve lugar a ecografia, apenas medi a tensão (9,5 - 6, é sempre baixinha) e discuti os habituais "sintomas" da gravidez. Mostrei o relatório da eco morfológica e reportei o que o ecografista dissera sobre o João poder ter mais uns dias do que o estimado. O meu obtetra não concorda com isso, acha apenas que o João - tal como a irmã - é um bebé grande (em tudo{#emotions_dlg.blink}).

Falámos sobre o parto, que será de cesariana (e provavelmente marcado entre as semanas 38 e 39), e sobre o que fazer caso entre em trabalho de parto antes do tempo. Falámos da preservação das células estaminais (por acaso ainda não falámos disso, mas provavelmente vamos pela mesma empresa de 2010), de Hospitais e enfermeiras, de pediatras e ciúmes de irmãos.

E depois acabámos a falar... do meu peso! Claro que não poderia ir-me embora sem me pesar... quer dizer, eu poderia, mas o médico não deixou. E a balança acusou 69Kg{#emotions_dlg.serious}! Bolas, já são quase 9kg a mais em 6 meses de gravidez... Óbvio que a partir daí tive de ouvir um rol de coisas sobre não atacar hidratos de carbono, que é só aquilo que eu mais gosto. Enfim, eu não me sinto mal e não acho que esteja a comer assim tanto, mas vou procurar fazer escolhas mais saudáveis. Abdicar do meu chocolatinho é que não dá... Até porque certamente o João também já é fã{#emotions_dlg.sarcastic}!

Nova consulta a 30 de Abril, e aí para espreitar de novo o João. Mal posso esperar! Se bem que terei de me pesar outra vez...

 

(imagem tirada da net)

 

Adenda: Esqueci-me de referir que o obstetra me acusou de estar a passar para "obesidade mórbida" (palavras dele)... mas acho que está só a tentar assustar-me.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Amigos cá em casa logo pela manhã

Sábado, 30.03.13

Isto de ter crianças faz com que os nossos horários de convívio mudem um bocadinho... Se quando não há filhos o normal é jantaradas (ou, vá lá, um almoço tardio), com eles antecipam-se os encontros... que até podem começar ao pequeno-almoço. E não é que é sempre giro{#emotions_dlg.happy}?

No passado domingo (ainda o mau-tempo...) combinámos novo pequeno-almoço cá em casa. E desta vez puderam vir muitos amiguinhos (bom, e os amigos pais também, claro). Vieram a Leonor e o Pedro (e o João Maria e a Joana), o Miguel (e a Rita e Miguel pai), o Ricardinho (e o Ricardo e a Isabel, com a Margarida enorme dentro da barriga), e até a Mafaldinha, com os pais Marta e Frederico, que vivem no Porto mas estavam a passar o fim-de-semana em Lisboa.

Os primeiros amigos começaram a chegar pouco depois das 10h, e a partir daí foi uma roda-viva. Claro que os pais é que mais se lambuzaram com as iguarias matinais (mais uma vez o João foi fazer panquecas para todos), os miúdos só queriam mesmo brincar. Estiveram sempre lindamente, se dermos o desconto a uma ou outra birra típica (no caso da Maria, porque não queria emprestar as Barbies ao Ricardinho...{#emotions_dlg.confused}). E comprova-se que as meninas são mais choramingas, e os meninos são mais irrequietos. Mas todos super simpáticos, e até os mais pequenos se portaram de forma exemplar. O Pedro e a Mafalda ficaram um bocado encostados a umas almofadas, no chão, entretidos com brinquedos, deixando os pais comer e conversar sossegados (uns amores, portanto).

Com o passar das horas, alguns amigos tiveram de ir andando, mas a Maria pode ainda contar com a Leonor e o Ricardo para almoçar (e com o Pedro, claro). E enquanto os pais atacavam uns ovos com salsichas para terminar o brunch, os três primeiros enfiaram-se na cama da Maria às gargalhadas{#emotions_dlg.amazed}!

Claro que, quando os amiguinhos se despediram (desta vez era a Leonor quem não queria ir embora), a Maria caiu redonda na cama para ume bela sesta retemperadora... A Maria...e o Bruno também{#emotions_dlg.blink}!

Uma manhã fantástica.

 

Alguns momentos do brunch cá em casa:

1 - Maria e Leonor a brincar sossegadas:

2 - Maria a fazer uma festinha ao Pedro (em treinos para o João):

3 - Maria, Leonor e Ricardo às gargalhadas na cama!

4 - O estado do quarto no "pós-guerra"{#emotions_dlg.sarcastic}:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Parabéns tia Nafi: a festa de anos da madrinha

Sábado, 23.03.13

A tia Nafi faz anos hoje! Viva a tia Nafi! Viva a melhor madrinha do mundo{#emotions_dlg.heart}!

A Maria já vinha dizendo há uns dias que estava ansiosa pela festa da tia Nafi (até porque sabe que, depois desta, só falta a minha e depois é a dela). E o tão desejado dia de festa chegou.

Ainda deu para passar pela natação logo de manhã, e seguimos para casa dos avós todos contentes. Os outros convidados ainda não tinham chegado e houve logo grandes manifestações de alegria e mimos entre a Nafi, os avós e a Maria.

A Maria foi almoçar primeiro e entretanto chegaram todos os outros: a Bi, os (bis)avós João e Fifina, a tia Fofi, os tios João e Teresa e dois grandes amigos da madrinha (os tios Teté e Rui não puderam vir, estavam nos Algarves a "descansar" das férias na neve{#emotions_dlg.blink}!).

Mesmo tendo almoçado primeiro, a Maria ainda se juntou à mesa com todos, petiscando aqui e ali (um óptimo lombo com cogumelos). À sobremesa, três delícias: o Grand'Imperial da avó, o arroz doce da avó Fifina e um bolo de bolacha trazido pela tia Fofi. Acho que a Maria provou de tudo!

A tia Nafi estava muito feliz e foi com a Maria ao colo que ouviu o "Parabéns a você" e os brindes animados da família. A Maria não estava menos feliz, ela adora estes rituais{#emotions_dlg.happy}.

A tarde foi passada em amena cavaqueira, com conversas e piadas, e com a Maria a brincar pela sala (e a espalhar brinquedos por todo o lado). Está um bocado "lapa" com a avó, mas a culpada é mesmo esta última, que lhe dá mimo até à exaustão e nunca se nega a nenhuma brincadeira com a neta.

As pessoas foram saindo com o entardecer, e nós viemos para casa por volta das 19h30. E, mais uma vez, a Maria não dormira a sesta. Assim, mesmo estando a comer bolachas, a Maria acabou por adormecer na viagem de carro para casa. São agora 22h e cheira-me que a coisa vai directa até de manhã (bom, é capaz de acordar de madrugada para pedir leite, mas ela está mesmo cansada, coitada).

Enfim, um dia não são dias e faz-lhe bem dormir{#emotions_dlg.sleeping}. Até porque amanhã terá cá alguns amiguinhos a tomar o pequeno-almoço! Mais festa! É o que se quer...

E, entretanto, foi um belo dia passado em família. Muitos parabéns Nafi!

 

Imagens do dia de festa:

1 - Ao almoço - só a Nafi deu pela foto!

2 - Durante o "Parabéns a você" (tão queridas que elas são!) 

3 - Brindes à aniversariante

4 - A oferecer um presente à madrinha (trapos, ambas adoram{#emotions_dlg.pimp}!) 

Luv u Nafi{#emotions_dlg.kiss}!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O primeiro "malho" do João

Sábado, 23.03.13

Coitadinho! Passei eu a gravidez da Maria sem nenhuma queda ou tropeção maior, mas desta já não me livro. O que vale é que foi uma queda com um excelente amortecedor (i.e. “caí de rabo”){#emotions_dlg.blink}.

Foi na 5ªfeira 21, dia em que a Primavera se fez anunciar com cargas de água monumentais (S. Pedro anda mesmo zangado). Nessa noite fomos jantar com amigos em honra do casal de emigras Vivs e Guida (Mary ficou em casa com os babysitters de sempre).

Ora o Vivs tem uma panca de emigra que consiste em ter de jantar na Portugália quando está de visita à pátria-mãe (mas não é o único emigrante que conheço que tem saudades dos bifes de lá). E portanto lá fomos nós, como de costume, jantar à Portugália de Belém.

Acontece que perto da meia-noite cai uma chuvada monstra sobre a ponte tosca de madeira que liga o restaurante ao parque. Nenhum de nós (pessoal prevenido!) levara guarda-chuva, saímos de lá em passo apressado (não posso dizer que aquilo era correr) … e pimba! “Estatelanço” no chão. Mas gradual, já que ainda consegui semi-arrastar o Bruno, que não deve ter ganho para o susto.

Bom, foi uma queda sem consequências. Eu não me magoei (salvo pequenas nódoas negras numa perna) e o João continua a dar os seus pontapés característicos, está fino{#emotions_dlg.ok}. De qualquer forma, está “iniciado”!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O melhor corte de cabelo de sempre (*)

Sábado, 23.03.13

Bom, alguma vez tinha de ser! Um corte de cabelo doméstico, para a Maria se juntar aos 99% da população que se queixa dos traumas causados pelas tesouradas dadas pelas mãos dos pais{#emotions_dlg.smile}. E, neste caso, pela mão do pai mesmo, que eu cá recusei-me a “castigar” a miúda com a minha falta de jeito para artes manuais.

Este corte em casa não fora propriamente desejado. Da última vez que fomos a Viana não foi possível pedir à prima Carla que cortasse o cabelo à Maria, e entretanto este crescera demais. Assim, decidimos que o Bruno ia tentar a sorte (já que, por enquanto, a Maria não tem opinião sobre a coisa).

No dia combinado, a avó emprestou a sua tesoura de cabelo, o Bruno encheu um daqueles doseadores de produtos de limpeza (vazios) para fazer de borrifador de água, e a Maria vestiu o bibe da escola como bata (tudo muito profissional, portanto). E eu muni-me do telemóvel para as fotos{#emotions_dlg.blink}.

Foram cerca de quinze minutos na nossa casa de banho, que se iniciaram com muito entusiasmo (mais da nossa parte, a Maria não queria muito), mas que depressa resvalaram para refilices e resmungos porque a Maria se fartou depressa e não parava quieta com a cabeça.

O Bruno lá foi cortando as mechas de cabelo com muito cuidado, analisando o seu trabalho a cada "naifada". Ele não estava muito satisfeito, mas eu estava a achar brilhante (e ambos ganhámos renovado respeito pela arte da Carla!).

Depois do corte, banho com a Maria, secagem rápida (bem mais rápida que antes, óptimo!), e depois de penteada, olhámos para o resultado: OK, não estava maravilhoso, mas estava bem aceitável. No entanto, não resistimos a uns acertos a seco (a tia Nafi, que viera jantar cá a casa, só se ria das nossas incertezas{#emotions_dlg.happy}...). Et voilá, Maria com novo visual!

 

Imagens do corte de cabelo doméstico:

1 - Estava enorme!

2 - As primeiras tesouradas...

3 - Como é que se corta direitinho quando a criança está sempre a inclinar a cabeça?

4 - A espreitar o resultado (e a tótó com a câmara lá atrás):

5 - Novo visual (péssima foto, mas é o que se arranja)!

 

(*) Ou então não (Carla, voltaremos rápido!) {#emotions_dlg.default}

Autoria e outros dados (tags, etc)

No Dia do Pai

Sábado, 23.03.13

Cá em casa não somos especialmente efusivos com datas partilhadas (com as “nossas” sim), mas mesmo assim o Dia do Pai (e o dia da Mãe) merece sempre um miminho especial. Nem que seja para, de alguma forma, assinalar a sorte que temos em ter estes Pais. A Maria e o João, o deles e eu, o meu e o deles{#emotions_dlg.inlove}.

Longe vão os tempos em que eu inventava quadras engraçadas para o meu pai, desenhando-as em postais coloridos, que depois cobria de corações e caras sorridentes. Eu e a minha irmã Nafi éramos quase profissionais da quadra cómico-amorosa familiar. E quero crer que um dia também a Maria e o João farão os seus postais únicos, maravilhosos e ternurentos como só as crianças os sabem fazer. Isso ou desenhos ou colagens ou o que for. Construídos com as suas mãos e ainda mais com os seus corações.

Enquanto esses dias não chegam, há ajudinhas simpáticas. Este ano, na creche, a Maria fez uma “máquina fotográfica” em cartão, onde se pode ver no “ecrã” a imagem dela e do pai Bruno em pose alegre, como normalmente estão. Ficou bem engraçado, e o Bruno gostou. Eu também gostei, no ano passado veio um porta-lápis que não dá jeito nem para colocar lápis nem para ser arrumado com as obras de arte da Maria (formatos especiais!)…{#emotions_dlg.snob}

Também comprei um livro infantil chamado “Querido Pai” para a Maria partilhar com o Bruno. OK, é um presente mais para ela do que para ele, mas acima de tudo é um presente para a relação deles. O livro descreve um pai nas suas várias facetas (brincalhão, trabalhador, ternurento, …) e é muito giro para “lerem” em conjunto. Aliás, na noite do dia do Pai já o viram juntos umas poucas vezes.

Para além disso, ainda achei por bem adocicar o dia com uns cupcakes saborosos e engraçados (especiais “Dia do Pai”). Um para o meu pai (não estive com ele, mas seguiu pela avó), outro para o Bruno, outro para a Maria e outro para o João (por minha via, obviamente{#emotions_dlg.sarcastic}). Vá lá que conseguimos que a Maria comesse o de cenoura (é que de chocolate está ela entupida!).

Podem não ter sido as celebrações mais geniais de sempre, mas estivemos juntos e celebrámos o que realmente importa: a família e o amor. Hmmm, e a paz na nossa casa quando a Maria finalmente adormece (é que está a passar por uma fase particularmente birrenta - será que já está a "acusar" a vinda do irmão?).

 

Maria e Bruno com o presente partilhado do Dia do Pai:

{#emotions_dlg.kiss}

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Dentista em Lisboa

    Sempre que as crianças fazem uma conquista é uma v...

  • Janete

    Que doçura de blog! Parecem muito felizes!

  • Paula

    OláA procura de sítiio onde ficar no algarve ,enco...

  • Preta

    Este blog encerrou e não avisaste os teus leitores...

  • MIF

    Fica prometido!Beijinhos e saudades,MIF






subscrever feeds



Pág. 1/5