Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Maria

Lilypie Fifth Birthday tickers

Maria banho.jpg

João

Lilypie Second Birthday tickers

C:\Documents and Settings\isabel.faria\My Document

Visitas

contador gratis

calendário

Outubro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Pesquisar

 


Giros em Low Cost

Quarta-feira, 30.10.13

Há blogs que frequento onde vejo as crianças todas arranjadinhas, super queques nos seus vestidos, fofos e jardineiras de folhos, rendas, punhos, laços, bla bla. Confesso que gosto muito de ver as meninas assim, ficam fofas (já os rapazes não gosto nada, as golas "à padre" irritam-me{#emotions_dlg.secret}).

Pois hoje aqui no estaminé vou deixar uma foto das minhas crianças, sempre giras, mas vestidas por marcas práticas e mais baratas. Ora vejamos:

Maria:

T-shirt de mangas compridas - Zippy

Vestido de malha - Primark

Leggings - Primark

Ténis - Berg (SportZone)

João:

Pijaminha - Primark

(mantinha oferecida)

A foto foi tirada antes da Maria sair para a escola. Os meus low cost kids. Já a ternura dela para com ele não tem preço{#emotions_dlg.heart}.

 

Nota: Engraçado que as cuecas e as meias da Maria são de lojas mais caras (Laranjinha e Calzedonia, respectivamente). Deve ser porque, no fundo, o interior é o mais importante (que coincidência tão profunda!){#emotions_dlg.smile}.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um almoço no meio da rua

Terça-feira, 29.10.13

Foi o que a Maria mais gostou do nosso passeio este domingo. Fomos passear até à Baixa, que estava a abarrotar de turistas e sol{#emotions_dlg.sol}. Depois de uma semana em que choveu todos os santos dias, no domingo esteve uma tarde maravilhosa.

Aproveitámos o bom tempo instalando-nos numa esplanada para almoçar, mesmo no meio da Rua Augusta. A Maria adorou o facto de estar ali, a comer carninha com batatas fritas e ovo estrelado em plena rua, com as pessoas a passar ao lado. E nem o João quis perder a animação, já que refilou para sair do carrinho e esteve durante todo o almoço ao colo do pai.

Depois de um delicioso gelado para cada um{#emotions_dlg.tongue} - na Amorino - fomos até ao rio. A praça estava cheia de gente a aproveitar o domingo - Lisboa fica mesmo bonita assim.

Quando voltámos a percorrer as ruas para cima, fomos parando para ver os artistas de rua. A Maria fixou-se num que era assustador (interessante o quanto as crianças se sentem fascinadas por aquilo que lhes mete medo). Era uma espécie de homem estátua com uma lança, que deitava olhares aterrorizadores às pessoas e que se mexia ameaçadoramente quando lhe davam uma moeda. Ainda hoje fala disso.

O percurso a pé foi bem longo, pelo que mais para o fim a Maria veio às cavalitas do Bruno (até adormeceu lá em cima!). Mesmo assim ainda aguentou bem a caminhada. O João é que dormiu uma bela sesta.

Antes de chegarmos a casa ainda passei pelo Continente (criançada no carro a dormir) para comprar lanche. Isto porque convidámos o tio Carlitos a passar cá por casa. Ou seja, mais brincadeira para a Maria. E pipocas também{#emotions_dlg.blink}

 

No restaurante "da rua":

 

A ver o rio:

The birds:

(não sei se dá para reparar, mas o Bruno está meio encolhido com medo de levar com um belo presente na cabeça...{#emotions_dlg.sarcastic})

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jantar em casa dos tios Melos

Terça-feira, 29.10.13

Depois de um dia muito bem passado com os avós, um serão em casa dos tios Melos. A Maria ia toda contente, como sempre, mas desta vez não pode deixar de se sentir desiludida quando percebeu que não ia brincar novamente com o JoGui (ela que até perguntou se ele não tinha um quarto lá em casa dos tios{#emotions_dlg.lol}).

O jantar foi óptimo, com muita conversa animada, e os tios Melos estavam incansáveis como anfitriões. Aliás, a Maria passou 70% do tempo na cozinha com eles, a fazer perguntas e a vê-los trabalhar. E - ai a maravilhosa arte de envergonhar os pais - quando viu a fruteira dos tios abriu muitos os olhos e veio dizer-nos que os tios tinham muita fruta, e bananas! Até parece que nós não temos sempre fruta em casa...{#emotions_dlg.mad} E ela que costuma preferir sempre outra coisa a banana insistiu que queria comer uma. Que, claro, recebeu e comeu até ao fim (ai não!).

O João é que esteve muito tempo acordado (depois da sesta no Jamor, não me espantou...) e, portanto, não facilitou muito o jantar dos pais, mas depois lá caiu no sono um bocado antes de virmos embora.

Ainda a registar que foi a primeira vez que a Maria nos disse que queria voltar para casa. Acho que estava cansada (só dormira uns vinte minutos de dia), mas principalmente acho que - novamente pela primeira vez - se sentia sozinha com os seus 3 anos{#emotions_dlg.nostalgic}. É mais nestes momentos que me sinto triste pela falta de "primos". Mas feliz por saber que qualquer dia o João já lhe faz companhia.

Viemos para casa pouco depois. A hora mudou nessa noite (entrámos no horário de Inverno), mas os miúdos não quiseram saber...

 

João, já de pijaminha, com o pai e a madrinha:

Maria na conversa com a tia Patins:

Autoria e outros dados (tags, etc)

No Jamor

Terça-feira, 29.10.13

Uma amiga da avó recomendou vivamente o parque infantil do Jamor, visto ser algo diferente por ter circuitos para as crianças. São circuitos de madeira e cordas, com pontezinhas e túneis e assim, uma espécie de mini-arborismo para crianças{#emotions_dlg.blink}. Essa amiga costuma levar lá o neto e ele adora, pelo que calculou que a Maria também gostasse de lá ir.

Assim, no sábado de manhã, com o pai no MBA, segui com os miúdos para o Jamor na companhia imprescindível dos avós. Estava um dia de sol e, apesar de fresco, quando os raios nos batiam em cheio quase parecia Verão.

Ainda andámos um bocadinho às voltas quando chegámos, pois o complexo é grande e o parque infantil está meio escondido entre as árvores. Mas com a ajuda de uns senhores conseguimos encontrar o parque, que não estava cheio. Claro que havia algumas crianças a brincar lá, mas comparado com a Serafina ou o Alvito...

A Maria começou por experimentar as coisas mais tradicionais, baloiços, balancés, escorregas. Conseguiu - com alguma ajuda - subir as escadas para o escorrega mais alto e adorou atravessar a ponte suspensa que o ligava ao "forte". Fiquei surpreendida, confesso, quando começou a trepar uma teia de cordas sozinha; está a ficar mais coordenada e desembaraçada{#emotions_dlg.smile}.

Depois seguimos para o circuito das madeiras e cordas. Sempre acompanhada pelo avô, que ou lhe dava a mão, ou a incentivava "força Maria!", ela lá conseguia saltitar entre os troncos ou passar pelos pseudo-barris, de árvore em árvore. A maioria dos miúdos que por ali andava era um bocado mais velha (havia parte dos circuitos que exigiam uma altura mínima maior que a da Mary), mas vi uma miúda pequenina a saltitar por ali como se estivesse a andar na praia...

Antes de voltarmos a casa a Maria ainda ficou a brincar um bocadinho numa casa de madeira com uma "amiguinha" que conheceu lá. Simulavam que estavam a cozinhar com as folhas do parque. O engraçado foi que, quando quisemos vir embora, a Maria insistiu em devolver as folhas ao chão, deixando a casinha limpa. Reflexos do jardim infantil - tudo arrumado no final da brincadeira.

O João dormiu no carrinho o tempo todo. Eu bem que preferia que ele estivesse acordado por lá e dormisse em casa, mas ele trocou-nos as voltas. Mas pelo menos apanhou ar do bom.

Almoçámos em casa dos avós e passámos lá a tarde. Foi um belo programa e havemos de voltar com o Bruno. Aliás, sou capaz de desafiar os nossos amigos com filhos para virem também. É um parque que vale bem a visita{#emotions_dlg.ok}.

 

Momentos divertidos no Jamor:

 

 

 

 

{#emotions_dlg.boot}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Porque fazes 3 anos e meio hoje (Carta à Maria)

Sexta-feira, 25.10.13

Meu amor,

 

Ontem sentei-te no meu colo, enquanto o pai segurava o João no seu. Olhámos para eles e, sorrindo, dissemos que a nossa equipa – a das meninas – iria sempre ganhar à deles – dos rapazes – quando nos puséssemos a jogar (bom, quando o João conseguir fazê-lo).

Não sei se vamos ganhar sempre, Maria. Provavelmente não vamos. Mas eu já ganhei, simplesmente pelo facto de ter uma companheira de jogos – de vida – como tu. És a minha filha, a minha princesa que adora laços e cor-de-rosa, a minha vaidosa que fala em unhas pintadas e colares, o meu doce de menina que não gosta de ver ninguém triste, nem mesmo nos desenhos animados. És a minha refilona, que NUNCA vai para o banho à primeira chamada, que precisa de dois berros para ir lavar os dentes antes de sair de casa de manhã, que às vezes confessa espontaneamente “estou rabugenta!”. És a minha pastelona, que demora uma hora inteira a engolir o jantar (e muitas vezes com uma ajudinha) e que não gosta nada de ser acordada de manhã. És a minha borboleta, sempre de brincadeira em brincadeira, que deixas espalhado pela casa um rasto de brinquedos e livros de tantas coisas que fazes em tão pouco tempo. És a minha choramingas que se lamuria e insiste e volta a tentar sempre que ouve um “não”. Confesso que tanto eu como o pai estamos sempre a tentar que acabes com as choraminguices cá em casa, mas até agora…

És a minha esponjinha, que absorve tudo o que vê, tudo o que ouve, muito rapidamente. És a minha catatua, que fala sem parar e tem sempre algo a acrescentar. E a perguntar. “Porquê?... Porquê?... Porquê?”. A minha curiosa, com muita sede de saber. És a minha pequena aluada, de boca aberta, que se concentra nos desenhos animados (Ruca, Dra. Brinquedos, Little Einsteins, Piratas da Terra do Nunca) e parece voar para um mundo só dela. És a minha gulosa, que não dispensa um crepe com chocolate ao fim-de-semana e um “bolinho dos outros” à hora do lanche. E que tenta a sorte com as gomas todos os dias depois do jantar.

És a minha corajosa, que já salta sem medos para a piscina, que larga a mão da professora, que quer subir ao escorrega mais alto. E és a minha mariquinhas que precisa de um pensinho em todo e qualquer arranhão. És a minha menina doce que não quer ripostar a um empurrão de uma amiga. A menina doce que tem um grupinho de amigas que adora de coração. A menina doce que está a crescer e a aprender, e a portar-se cada vez melhor na escola. A menina ainda insegura, mas que a cada dia tem mais confiança em si.

És a minha menina mimada, e da família, e dos amigos. A menina mimada que pedincha e que não raras vezes recebe. Mimos do pai, dos avós, outros tantos dos bisavós, presentes da madrinha, brincadeiras do padrinho.

És a minha menina linda, de olhos luminosos, de sorriso pronto, de lágrima fácil e de gargalhada contagiante. A menina de caracóis revoltos, que agora prendemos num totó com elásticos cor-de-rosa. A menina que gosta de lavar o cabelo mas não gosta de o secar.

És o meu espelho de impaciência, que não aguenta esperar por nada. Mas que aguentou ver a barriga da mãe crescer durante meses e meses, à espera do mano. E que aguenta a espera pela mana, por quem pergunta tantas e tantas vezes (se Jesus já a mandou vir). És, agora, a minha filha que é a irmã mais velha. A minha meiguinha que quer logo abraçar o mano quando acorda e dar-lhe beijinhos antes de dormir. A minha ternura que quase esmaga o irmão de amor.

És a minha primeira filha, Maria, e a nossa equipa será sempre vencedora porque eu vou sempre estar aqui por ti e para ti. E, ontem, quando te sentei no meu colo e percebi como estás crescida, senti um orgulho imenso em ser tua mãe.

Hoje fazes 3 anos e meio. Nasceste no dia da Liberdade, mas foi nesse dia que prendeste, para sempre, o meu coração.

 

Milhões de beijinhos,

Mãe

Lisboa, 25 de Outubro de 2013 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Fly in the sky"

Sexta-feira, 25.10.13

Este ano a Maria tem aulas de Inglês e de Música na escola, duas e uma vez por semana respectivamente. Acho bem, quanto mais cedo os miúdos forem expostos a estas coisas, mais rápida e facilmente aprendem, estou em crer.

E se o Bruno percebe muito de Música, eu cá gosto mesmo de Inglês. E, portanto, cá em casa, estou sempre a perguntar à Maria o que é que ela aprendeu nas aulas. Ora se os tradicionais "Hello", "What's your name?" e "How are you?" não nos espantaram, quando ela disse que aprendeu que as borboletas "fly in the sky" achámos o máximo{#emotions_dlg.happy}.

Parece-me que ela está a gostar de aprender Inglês. Já conhece umas quantas palavras e conta até 5 (mas o three diz sem o h - Maria a dar razão ao tio Vivs). Good. English is fun.

 

Nota: Mas também gosta de castelhano, talvez influenciada pela amiga Maria R. (cuja mãe é espanhola). Às vezes enfia umas expressões da língua de nuestros hermanos no meio das frases, e gosta de ver vídeos do Ruca em castelhano. Ontem perguntava-me "O que é abuelito?".{#emotions_dlg.blink}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maria e João Pestana

Terça-feira, 22.10.13

Fecha os olhos devagarinho,

O João Pestana vem a caminho... 

O meu filho é o João Pestana{#emotions_dlg.blink}. Bom, na verdade, e no que toca a pestanas (ENORMES), vê-se mesmo é que é filho do Bruno...

E irmão da Maria, claro:

{#emotions_dlg.inlove}

Nota: As tias estão sempre a falar de como vai ser espectacular quando a Maria puder usar rímel...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Visita das tias Helena, Mel e Mónica

Terça-feira, 22.10.13

Esta segunda-feira, pela hora de almoço, o João recebeu a visita de mais três tias que não quiseram deixar de o conhecer{#emotions_dlg.smile}. Foram as colegas da mãe (minhas, portanto) Helena, Melanie e Mónica que passaram cá por casa.

O João estava meio ensonado, mas acordou para receber as tias com uns mimos e uns sorrisos. Esteve sempre bem-disposto e atento às nossas conversas, e ainda gozou dos colos das tias Melanie e Helena (a tia Mónica está a ficar sem espaço no colo{#emotions_dlg.blink}). Engraçado que estas 3 tias também têm crianças pequenas (e outras grandes) e portanto pudemos estar para ali a trocar experiências.

Eu bem que ficava na conversa mais tempo, mas infelizmente havia quem tivesse de trabalhar{#emotions_dlg.sad}. Foi uma visita rápida, mas tanto eu como o João gostámos muito. Venham mais vezes!

 

Para registar a visita ao João:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Parabéns tio Manel António! - em Palmela

Terça-feira, 22.10.13

Não fôramos a Palmela no domingo anterior, fomos neste{#emotions_dlg.blink}.

Acordámos tarde (depois do serão de sábado) e passámos a manhã e a hora de almoço entre arrumações e molenguices, antes de sair de casa a meio da tarde. Os avós já estavam bem melhores das gripes e receberam-nos para o lanche. Só que este domingo o lanche foi especial já que comemorámos também os 96 anos do tio Manel António{#emotions_dlg.king}. Cumpriu-os durante a semana, mas a data foi de novo assinalada com um bolinho com velas... e uma ginginha para o brinde! Estávamos nós, os bisavós, o tio e a tia Fofi.

A Maria ainda conseguiu aproveitar para andar de baloiço e dar o seu passeio para ver o Pelé, mas o tempo fresco já não convida a estar muito tempo lá fora... O João esteve quase sempre dentro de casa, a receber mimos dos avós.

Depois do lanche ficámos um bocadinho à conversa antes de regressar a casa. Viemos perto das 7 e já estava a escurecer rapidamente (very depressing esta coisa do dia encurtar{#emotions_dlg.serious}). Enfim, mas mesmo com dias mais curtos, estar em Palmela é sempre muito agradável. Para toda a família!

 

Maria e João com o (bis)avô João:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jantar com os tios... e com o JoGui!

Terça-feira, 22.10.13

Sábado à noite houve nova jantarada com os tios do costume{#emotions_dlg.smile}. Foi cá em casa porque com o João ainda pequeno prefiro jantares caseiros (mantendo a rotina da noite; saídas ficam para durante o dia). Não é que faça muita diferença em relação aos sonos, porque o João continua meio irregular, mas enfim, acho que a coisa está a melhorar (devagarinho).

De qualquer forma, quem adorou o serão foi mesmo a Maria. Ela gosta sempre que os tios venham cá jantar, mas desta vez teve o bónus da companhia do JoGui (sobrinho dos tios Melos). E acho que correu muito bem. Ela adorou que ele tivesse vindo.

Os tios Carlosbasto e Fuf encarregaram-se dos cozinhados e ficámos de roda da mesa pela noite dentro, entre comes, bebes e conversas. Bom, e "facebooks"{#emotions_dlg.tlm}.

O JoGui e a Maria iam brincando ora sozinhos, ora com os tios, mas portaram-se muito bem. O JoGui não gostou particularmente do prato do tio CB, o que deixou a tia Mela de boca aberta{#emotions_dlg.amazed}, já que ele normalmente gosta de tudo. Vingou-se no arroz (a Maria vingou-se mais no gelado...).

Os últimos tios a sair fizeram-no perto das 2 da manhã. O João já dormia há horas, mas a Maria ainda se aguentava a pé - e bem-disposta! Isto porque dormira uma boa sesta ao final da tarde. É a diferença que um sono bem dormido faz na disposição - e comportamento - das crianças. Temos mesmo que insistir com ela para dormir sempre a sesta ao fim-de-semana.

Foi, portanto, um belo serão com os amigos! Grandes e pequenos{#emotions_dlg.blink}.

 

Do serão:

1 - Maria e JoGui a brincar aos Legos com o tio Melo

2 - Maria e JoGui a comer a sopa

3 - Panorâmica da mesa de jantar

4 - 3 tias e 1 bebé{#emotions_dlg.heart}

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Dentista em Lisboa

    Sempre que as crianças fazem uma conquista é uma v...

  • Janete

    Que doçura de blog! Parecem muito felizes!

  • Paula

    OláA procura de sítiio onde ficar no algarve ,enco...

  • Preta

    Este blog encerrou e não avisaste os teus leitores...

  • MIF

    Fica prometido!Beijinhos e saudades,MIF






subscrever feeds



Pág. 1/3