Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Maria

Lilypie Fifth Birthday tickers

Maria banho.jpg

João

Lilypie Second Birthday tickers

C:\Documents and Settings\isabel.faria\My Document

Visitas

contador gratis

calendário

Julho 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Pesquisar

 


O primeiro dia de praia do João

Segunda-feira, 21.07.14

Para mim, os melhores meses para se ter um filho são Março, Abril e Maio{#emotions_dlg.smile}. À partida já estará bom tempo, não serão dos mais novos da turma, e - melhor - nesse ano já poderão fazer praia e começar desde pequeninos a habituar-se a uma das melhores coisas do mundo - o mar.

Com a Maria essa parte correu de feição, no dia em que ela fez 3 meses molhou o pézinho nas águas mornas do Algarve. E desde sempre adorou a água, mesmo que fria.

Com o João "temi o pior". No Verão do ano passado, quando nasceu, ainda era muito pequenino para aventuras na praia. Ainda apanhou uns ares de piscina ao fim do dia, mas só isso. E assim, a água a que se habituou foi a água quentinha da banheira{#emotions_dlg.snob}.

Depois de um Inverno muito rigoroso e que pareceu prolongar-se por semanas a mais, só em Maio o João se pode estrear na praia. E logo num dia muito especial - o dia escolhido para a festa da Maria, da mãe (com 1 mês de atraso) e da tia Preta com os amigos mais próximos.

A festa seria, na prática, um almoço no restaurante da praia, e assim fomos andando mais cedo, para aproveitar a manhã com os miúdos. Eu e o Bruno chegámos por volta das 10h, mas o Carlitos conseguiu chegar antes.

A manhã estava ventosa, apesar de soalheira, e dei graças a Deus pelo corta-vento. Assentámos arraiais perto do restaurante e a Maria não demorou nem 5 minutos até já estar a puxar o padrinho para a beira-mar. Já o João mexia nos grãos de areia que se lhe entranhavam por entre os dedos dos pés com um ar surpreso e desconfiado{#emotions_dlg.sidemouth}.

À medida que os tios iam chegando à praia, a manhã ia aquecendo, mas esteve sempre algum vento. De tal modo que acabámos por não levar o João a molhar-se, com medo que a coisa não corresse bem. Aliás, ele adormeceu mal chegámos à beira-mar e ainda dormiu uma bela sesta na sombra. A Maria tomou banho, claro, mas não mergulhou (sinal de que a água estava realmente gelada).

No areal, o facto de termos levado um arsenal de brinquedos ajudou a que os miúdos estivessem sempre bem-dispostos{#emotions_dlg.default}. O João ainda comeu a sopa e a fruta sentadinho na toalha antes de nos dirigirmos à mesa marcada.

Do almoço festivo tratará outro post (o próximo portanto), mas tenho ainda que acrescentar que estávamos todos tão bem-dispostos (apesar do dia de praia não ser o melhor) que ainda voltámos "ao acampamento" para mais um bocadinho de sol. Os miúdos (e nós) haviam estado resguardados nas horas piores e aquele bocadinho extra soube mesmo bem.

Em suma, foi um belo dia que soube lindamente aos quatro. Em termos de estreia do João, correu bem (pelo menos portou-se bem na areia), mas a temperatura do mar não permitiu banhoca... Enfim, (muitas) mais oportunidades virão{#emotions_dlg.blink}!

 

Algumas fotos da estreia do João na praia:

1 - A desconfiança inicial

2 - Adormecendo à beira-mar

3 - Feliz da vida a brincar com o pai

4 - A mana Maria, fã de praia desde sempre

{#emotions_dlg.sol} 

Adenda: Segundo dia de praia (Algarve): João chateia-se com a areia e refila veementemente com a temperatura da água do mar. Era o que eu temia, isto agora tem que ser com treinos intensivos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Consulta dos 4 anos da Maria

Segunda-feira, 21.07.14

Foi ainda durante a estadia do Bruno no Oriente que a Maria teve a sua consulta dos 4 anos com o pediatra.

Acabei por pedir à avó que me acompanhasse aos Lusíadas, uma vez que primeiro ainda ia buscar o João à creche e levaria os dois. Claro que poderia ir sozinha, mas assim seria certamente mais fácil{#emotions_dlg.blink}. E em boa hora o fiz, já que excepcionalmente esperámos bastante tempo antes de entrar para a consulta (o pediatra pediu imensa desculpa pelo sucedido) e o João já não parava quieto. Bom, a Maria também não, mas pelo menos entretinha-se sozinha na sala de espera.

A Maria portou-se impecavelmente na consulta, conversou com o médico sobre a escola e sobre o irmão, e depois de observada, foi declarada "óptima!"{#emotions_dlg.ok}. De facto, está enorme (medidas: 109cm de altura - a altura dos 5 anos!, 16,5kg de peso), muito desenvolvida e de boa saúde.

Falei ao pediatra sobre as dores de crescimento que a Maria às vezes tem durante a noite, e ele recomendou massagens com álcool quando isso acontecesse (eu às 3 da manhã sou lá capaz de fazer massagens...). Falámos também sobre a evolução comportamental dela, nomeadamente em relação à adaptação ao irmão (que está cada vez melhor).

O pediatra ainda se meteu também com o João (que vira há pouco tempo e que voltará a ver em Julho), achou-o cada vez maior mas notou a tosse dele (acabou por não se revelar nada de especial, em dois dias passou-lhe). A propósito de constipações, receitou à Maria a toma do Broncho Vaxon nos meses de Verão, à semelhança do ano passado (deu um resultadão).

No final da consulta a Maria, já super à-vontade, andava na treta com o médico, fazendo piadas{#emotions_dlg.default} e contando episódios caseiros. A avó e o médico sorriam, e o João palrava alegremente. 

E, assim, com ambos os miúdos super elogiados, saí do consultório a verdadeira mãe babada. Acompanhada, claro, pela avó babada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A festa dos 4 anos da Maria com os amigos

Segunda-feira, 21.07.14

Depois de celebrarmos os 4 anos da Maria no dia 25 apenas com a família (ainda que com o pai longe), chegou o dia de o celebrarmos com os amigos da escola e da casa. A Maria já desde o ano passado que pedia a festa com os amiguinhos, e desta vez é que foi. Estava entusiasmadíssima com o evento, e eu passei os dias anteriores a usá-lo como argumento para que se portasse muito bem{#emotions_dlg.sarcastic}.

Depois de ter pensado em algumas alternativas para o local da festa (Abril é sempre um mês complicado, tanto pode chover como estar um sol abrasador), decidi-me pelo simples mas seguramente divertido: uma festa no ginásio onde andamos - o Virgin Active. Uma festa organizada a pensar nos miúdos, com gincanas e jogos, com monitores, e com pack completo (catering, decoração e seguros incluídos). Pode não ter sido a coisa mais bonita, glamorosa{#emotions_dlg.pimp} ou espectacular, mas correu lindamente, os miúdos estavam contentes e a Maria muito feliz. E isso é que interessa.

A festa foi no dia 11 de Maio pelas 15h30 e os primeiros convidados apareceram mesmo à hora marcada. A pouco e pouco foram chegando quase todos e saíram da sala de recepção (o "clubinho") para o estúdio dos jogos. Entretanto, os presentes da Maria iam-se amontoando a um canto e eu preocupadíssima que ela os agradecesse todos e não se mostrasse indiferente a nenhum.

Dos amigos da escola vieram as meninas da turma em peso (só faltaram duas), e alguns dos meninos. Dos da casa vieram o Manuel (primo), a Leonor, o Miguel, a Luisinha, o Ricardinho e a Inês (o Pedro e a Margarida vieram com os manos, mas não puderam ficar por serem muito pequeninos ainda). A Inês acabou por não querer ficar sem os pais e foi embora cedo. Na verdade, este foi um risco que corremos{#emotions_dlg.blushed} com o realizar a festa ali, tendo a condicionante "sem pais". É um facto que alguns miúdos desta idade (3/ 4 anos) ainda não se sentem confortáveis com isso; vá lá que só tivemos 1 ou 2 casos de "ansiedade de separação".

Eu e o Bruno aproveitámos o não ter de olhar especificamente pelos miúdos (estavam já com os monitores) para trocar dois dedos de conversa com os amigos. No estúdio já se ouviam as gargalhadas e os saltos das crianças e eu subi para espreitar e tirar umas fotos.

Na altura de cantar os parabéns alguns pais já haviam regressado e juntaram-se ao coro. Os miúdos tinham atacado a mesa do lanche em força{#emotions_dlg.tongue}, mas ainda houve espaço para o bolo (que não era bonito, mas era bom). E depois foi tempo de começar a despedir-nos dos convidados, sujos, suados, mas com um ar muito divertido.

Quando a última menina saiu, arrumámos as coisas (restos incluídos), apanhámos o João em casa dos avvós (é verdade, o João não teve ainda direito a participar na festa) e fomos para casa. A Maria, apesar de cansadíssima, por ela queria mais... Ainda conseguiu fazer "uma revisão" dos presentes que recebeu e brincar com uns quantos antes de ir dormir (as canetas do banho, as Barbies, os livros...)!

Eu e o Bruno também estávamos cansados, mas felizes por ter proporcionado à Maria um dia em que ela se sentiu verdadeiramente a rainha da festa{#emotions_dlg.king}. Agora só para o ano (bom, porque a do João será caseirinha)!

 

Algumas imagens da festa da Mary com os amigos:

1 - À porta do estúdio

2 - Início das estafetas 

3 - Em plena prova, com a amiga Maria R.

 

4 - A chegada, nas bolas saltitonas (com a amiga Sofia S.)

5 - Ginasticando, com a amiga Leonor

 

6 - Hora do lanche!

7 - Durante o "Parabéns a você"

8 - Maria sempre de sorriso na cara

{#emotions_dlg.happy}

Nota: A Maria levou calções, t-shirt e ténis (e não um vestidinho bonito) para a sua festa, uma vez que o "programa das festas" era à base de gincanas e jogos e achei que seria mais confortável assim. De resto, os convites alertavam para roupa e sapatos adequados e muitos miúdos apareceram assim. E ela, estando de cor-de-rosa, não se importou mesmo nada.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Dentista em Lisboa

    Sempre que as crianças fazem uma conquista é uma v...

  • Janete

    Que doçura de blog! Parecem muito felizes!

  • Paula

    OláA procura de sítiio onde ficar no algarve ,enco...

  • Preta

    Este blog encerrou e não avisaste os teus leitores...

  • MIF

    Fica prometido!Beijinhos e saudades,MIF






subscrever feeds