Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Maria

Lilypie Fifth Birthday tickers

Maria banho.jpg

João

Lilypie Second Birthday tickers

C:\Documents and Settings\isabel.faria\My Document

calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Pesquisar

 


A fase de adoração ao avô João

Quinta-feira, 06.03.14

É engraçado que, exactamente com a idade do João, a Maria também tinha no avô João a sua maior paixão.

E agora é o João que, mal vê o avô, quer seja a chegar cá a casa, quer seja no telemóvel (FaceTime), põe um sorriso do tamanho do mundo{#emotions_dlg.sarcastic}. E fica mesmo contente e agitado quando ouve a voz do avô (normalmente a meter-se com ele). É uma coisa engraçadíssima de se ver.

Um João com o mesmo nome do avô, um João muito parecido com o avô (todos o dizem), um João que adora o avô. Esta paixão vai durar uns meses, e vai ser para sempre.

 

João e avô João - uma relação de adoração:

{#emotions_dlg.inlove}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pizza a quatro mãos

Quinta-feira, 06.03.14

Estando a Maria doente, o melhor remédio é muito mimo e atenção (provavelmente até demais...). Mas ela merece.

Ultimamente, a Maria tem revelado um gosto especial pelas lides/ artes da cozinha. E sendo o Bruno um cozinheiro mais dotado{#emotions_dlg.blink}, é ele o responsável por esta área cá em casa (nem sempre, mas quase...). E por ajudar a Maria a experimentar "cozinhar".

Assim, numa destas noites, pai e Maria fizeram uma pizza a dois. O Bruno fez a massa e (depois desta ter repousado) estendeu-a. E em seguida chamou a Maria para comporem a pizza a quatro mãos: massa de tomate e cebola, chouriço, fiambre, queijo e ananás. A Maria sempre muito compenetrada, entusiasmou-se com as doses de queijo e só não participou no corte do ananás. Aliás, ela nem estava muito convencida com o ananás e pediu para deixar uma parte da pizza sem isso, para ela comer.

A pizza foi depois ao forno e, quando saiu, a Maria quis logo provar a sua "obra". Gostou, mas preferiu as fatias com ananás{#emotions_dlg.tongue}! Do nosso jantar não sobrou nem uma migalha. Ou seja, mais um prato vencedor da chef Maria. Muito simples, mas muito saboroso! 

 

1 - Chef e mini-chef:

2 - Durante a preparação da pizza: 

3 - Já posso comer? 

{#emotions_dlg.beer}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Doentes em casa (ambos!)

Quinta-feira, 06.03.14

Acho que esta foi a primeira vez que ambos estiveram doentes ao mesmo tempo (fora as constipações da época). Doentes com febre alta e mal-estar geral{#emotions_dlg.tired}.

Não sei exactamente como ficaram doentes, se bem que o facto da Maria ter andado a brincar à chuva não deva ter ajudado muito. A verdade é que até foi o João a "cair" primeiro. Podem ter sido causas isoladas ou não, mas na 2ªfeira à noite estavam os dois bastante abatidos.

O auge deste episódio foi a madrugada de 3ª feira (Carnaval) para 4ª feira, com ambos os miúdos a registarem picos febris{#emotions_dlg.ill}. O João tremia por todos os lados e a Maria só gemia. Já antes, ainda na presença da tia Nafi, delirara um bocado com um discurso anti-médicos e, consequentemente, anti-tia Nafi. Enfim, ainda bem que tínhamos 4 braços para as 2 crianças (se um dia tivermos 3 filhos, não quero imaginar um episódio destes).

Eu e o Bruno tirámos 1 dia do emprego, cada um, para ficar com eles em casa na 4ª e 5ª feira (ontem e hoje). É preciso inventar paciência extra (e 1000 jogos e entretenimento diverso para ambos) nestes dias. E dar mais mimo {#emotions_dlg.kiss}(se calhar demais...). E fazer canja de galinha (o Bruno).

O João acabou por melhorar bastante na 4ª feira, mas hoje ainda ficou por casa para estabilizar. A Maria, que estivera bastante febril durante a noite e manhã, "fez uma visita" aos Lusíadas, com o Bruno, só para despistar coisas mais chatas. Diagnosticada a virose, veio para casa esperar que passe. E durante a tarde acabou mesmo por se sentir bastante melhor{#emotions_dlg.smile}.

Amanhã o João já vai voltar à creche, mas a Maria ainda vai passar o dia a casa da avó. Cheira-me que já vai estar fina para brincar! E ainda bem, porque vê-los  doentes é mesmo o pior de se ter filhos.

 

João adormecido nos braços da tia Nafi:

Maria a pintar com aguarela (uma estreia) para se distrair:

 

 

Nota: O João, mesmo cheio de febre, é capaz de se mostrar sorridente e simpático. Se estiver muito chato é porque não está mesmo nada bem. A Maria é a verdadeira drama queen. Adora atenções e geme se pisar uma ervilha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Curtas da Maria XXXI

Quinta-feira, 06.03.14

Maria oferece o seu presente (e do mano) à avó Isabel, e ajuda-a a abri-lo.

Logo a avó desembrulha uma bela echarpe e mostra-a aos restantes convivas.

Pergunta então a Maria:

- É para pôr na mesa?

{#emotions_dlg.sarcastic}

A echarpe é grandita, mas nem tanto. Vou acreditar que a confusão deve-se ao facto de termos toalhas bonitas.

 

Já esclarecida, a Maria ajuda a avó a colocar a echarpe:

Autoria e outros dados (tags, etc)

O jantar de aniversário da avó Isabel (altos & baixos)

Quinta-feira, 06.03.14

Este ano o aniversário da avó Isabel teve altos e baixos. Altos, porque é sempre uma animação juntar a família{#emotions_dlg.ok}. Para além disso, calhando numa 3ª feira de Carnaval, havia serpentinas e disfarces e adereços engraçados a dar um toque especial à festa. Baixos porque os miúdos ficaram mesmo doentes{#emotions_dlg.no}, apesar de até se terem portado bem durante a festa.

O jantar de comemoração até era para se ter realizado na casa dos avós, como habitualmente. Mas, sabendo da disposição dos netos, os próprios avós sugeriram a passagem da festa para cá para casa.

Assim, entre administrar Ben-U-Rons e Brufens, dar colos e medir temperaturas, houve ainda tempo para arrumar a casa e pôr uma mesa razoavelmente bonita{#emotions_dlg.blink}.

Os avós chegaram todos por volta das oito e, apesar de ser a avó Isabel a fazer anos, os reis da festa eram os miúdos: elogios e mimos para a Maria, e colos para o João. A Bi trouxe um presente especial para o João (sabendo da sua adoração ao boneco): um Mickey de peluche! E a bisavó Fifina trouxe um chocolate para a Maria.

Logo chegou também a madrinha da Maria, a tia Nafi, e com esta uma festa extra: munida de serpentinas e afins, balões e presentes. Agora o cúmulo: se à Maria a tia Nafi ofereceu um copo especial da princesa Sofia, ao João a tia Nafi ofereceu nem mais nem menos do que... um Mickey de peluche igual ao que a Bi trouxera{#emotions_dlg.amazed}!

Depois de entregues os presentes à verdadeira rainha da festa - a avó - chegou a altura de ir para a mesa. A avó trouxera a ementa com ela, sopa de cogumelos, lasanha e bons vinhos. Mas o bolo de chocolate vinha por decorar, para ter a preciosa ajuda da Maria, a nossa cake designer. Desta vez, a obra foi feita com m&m's{#emotions_dlg.tongue}.

Na altura de cantar os parabéns, a Maria começou a ficar mais febril. Ainda ajudou a avó a apagar as velas, mas depois ficou muito abatidinha. O João entretanto adormecera, mas acabou por acordar para beber o seu leite da ceia.

Os avós foram então embora cedo, principalmente para que os miúdos descansassem melhor, mas a tia Nafi ficou mais um pouco para nos ajudar com os exigentes pacientes da casa. E ainda bem, foi mesmo uma boa ajuda!

Enfim, foi um jantar animado e bem-disposto até{#emotions_dlg.smile}, mas para o ano será certamente mais feliz (e são)!

 

Bons momentos do jantar de aniversário da avó:

1 - João, bisavós e Mickey

2 - Tia Nafi a chegar com as suas surpresas

3 - Durante o jantar (Maria escondida pelo Bruno) 

4 - O apagar das velas 

5 - Uma bela imagem dos manos com os bisavós João, Fifina e Isabel (Bi) 

{#emotions_dlg.heart}

Autoria e outros dados (tags, etc)

A festa do primo Manel

Quinta-feira, 06.03.14

No meio das festas carnavalescas, houve outra. O primo Manel fez 3 anos no domingo{#emotions_dlg.king} e nós fomos convidados a passar lá a tarde. Para a Maria foi uma animação, claro! Um insuflável, doces e meninos (e uma menina) da idade dela para brincar!

Apesar da chuva que insistia em cair, os miúdos não resistiram a ir saltar para dentro do grande insuflável que, apropriadamente, representava o fundo do mar! Pois, tão molhado estava que a os miúdos não tardaram a ficar todos ensopados{#emotions_dlg.ice}. A Maria tinha as collants e os calções tão gelados e colados às pernas que temi que ficasse doente (já é quase tradição no Carnaval). Levara-lhe uns collants de substituição no saco, mas mesmo assim achei que já poderia ir tarde...

A certa altura fecharam a porta do pátio e os miúdos (e graúdos) concentraram-se no lanche, que estava óptimo. Eu e o Bruno estivemos na conversa com a família e a Maria (já vestida de seco) corria pela casa, sempre ao lado da outra menina da festa. O João dormiu durante parte da tarde, não sem antes receber imensos elogios. Quando acordou, achei-o quente e algo abatido. Não sorria tanto como habitualmente...

O primo "grande" Manel tem um jeitaço para as crianças e elas andavam de volta dele "all the time". O primo acabou por resolver ler-lhes uma história com os miúdos todos sentadinhos no chão, a ouvir, atentos. Foi o momento mais sossegado da tarde.

Depois de cantados os parabéns ao Manel, ficámos mais uns momentos na conversa e decidimos ir para casa, até porque no dia seguinte haveria escola.

Foi uma bela festa, estava tudo óptimo{#emotions_dlg.smile}. Mas eu só pensava que seria uma sorte incrível se a Maria não ficasse doente... O João, esse, já para lá se encaminhava.

 

Da festa:

1 - No insuflável (sapatos já encharcados)

2 - Manel a soprar as velas (Maria super atenta) 

3 - João a comer pão (já com ar de poucos amigos)

{#emotions_dlg.gift}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Carnavalices III - óculos 3G

Quinta-feira, 06.03.14

Os óculos 3G fizeram grande sucesso este Carnaval. Andaram de cara em cara a fazer sorrir toda a gente. Foi a tia Nafi (who else?{#emotions_dlg.blink}) que os trouxe para o jantar de aniversário da avó, que este ano calhou na 3ªfeira de Carnaval.

Os óculos 3G são uns simples óculos de plástico, enormes, exagerados. Então porque são 3G? Porque enfeitam a Maria, a tia Nafi ou o (bis)avô João com igual sucesso{#emotions_dlg.star}. Os óculos 3G são os óculos 3 Gerações. Também podiam ser 4G, mas acho que os avós não os experimentaram... Fica para a próxima!

 

Ei-los, tão belos! 

{#emotions_dlg.pimp}

Autoria e outros dados (tags, etc)

Carnavalices II - cá em casa

Quinta-feira, 06.03.14

Não foi só na escola que brincaram ao Carnaval, cá em casa também. Voltaram a vestir-se máscaras e a registar momentos engraçados.

A Maria não fez por menos, e aprimorou a máscara de princesa com sombra de olhos cor-de-rosa e baton nos lábios{#emotions_dlg.kiss} (tudo muito suave, fui eu que a pintei). Ficou felicíssima por poder maquilhar-se (não sai mesmo nada à mãe neste departamento)!

Já o João não ficou tão feliz assim, ao fim de uns minutos a levar com o capuz de dinossauro/ dragão nos olhos já refilava.

O auge carnavalesco cá em casa foi mesmo no dia do aniversário da avó, ao jantar. Fez-se a festa cá em casa (porque eles já estavam doentes e não lhes convinha sair) e a tia Nafi trouxe balões, serpentinas e confettis (e presentes!). E assim, apesar de adoentados, os miúdos ficaram super animados{#emotions_dlg.default}! E assim se passou o Carnaval.

 

1- João Leão (a.k.a a máscara gira mais simples de colocar num bebé)

2 - João Dino/ Dragão em modo "máscara total"

3 - João Dino/ Dragão com ar de fofo ao colo da madrinha

4 - João Dino/ Dragão em modo "Já me tiravas isto de cima"

5 - Princesa Maria! 

6 - Princesa Maria com um balão da princesa Sofia (presente da tia Nafi)

{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.clown}

 

Nota: A família do tio CB organizou uma grande festa de Carnaval este ano. Os tios foram todos, mas nós decidimos não ir, pois não compensava (o Bruno saía do MBA tarde e o João é ainda muito pequeno). Dizem que foi um sucesso, talvez para o ano já possamos ir!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Carnavalices I - na escola

Quinta-feira, 06.03.14

Como referi no post anterior, a escola do João incentivou os (pais dos) bebés a juntarem-se às actividades Carnavalescas. Em bebé, a Maria não se mascarou mas o João não teve mesmo remédio{#emotions_dlg.blink}.

Na 5ª feira, foram as suas educadoras que o mascararam de leãozinho, com tudo (muito bem) feito em cartolina. Estava giríssimo. E pelas fotografias que me mandaram do berçário, ele estava divertidíssimo também.

E na 6ª feira eram os pais quem os tinham de levar mascarados de casa. Ora eu não tenho jeitinho nenhum para trabalhos manuais, pelo que fazer-lhe um fato estava fora de questão. Ganhou a solução mais prática e comprei-lhe um disfarce numa loja infantil. Havia de tudo, desde que dentro das categorias "frutos e animais". Telefonei ao Bruno a perguntar se ele tinha alguma preferência, entre morangos, ananases, girafas, zebras, tigres e dinossauros. O Bruno disse muito rapidamente "Morango, não!"{#emotions_dlg.dnd}. Acabámos por escolher o dinossauro/ dragão, por ser mais "diferente" e para rapaz.

Mais uma vez, as fotografias que a escola enviou revelaram um João muito feliz na sua salinha, mascarado junto dos outros bebés. Mais tarde disseram-me que ele refilava um bocado com o carapuço, pelo que só lho enfiaram para a foto mesmo. Também, coitado, aquilo não estava muito bem pensado, quando colocado, o focinho do "animal" caía para cima da cara do João{#emotions_dlg.confused}! Bom, o que interessa é que ele se mostrou sorridente e alegre com estas novidades carnavalescas no berçário!

Já a escola da Maria não é tão dada ao Carnaval como a creche do João (ou melhor, é mais pela parte religiosa da coisa). Assim, a Maria só foi mascarada na 2ª feira de Carnaval, com o seu fato de princesa. Segundo a própria, havia mais 4 princesas na sala, mas todas elas eram diferentes. Penso que se divertiu, mas foi nessa noite que a Maria "caiu" doente, o que acabou por "minar" o ambiente festivo.

 

João Leão, by berçário:

João Dinossauro/ Dragão (embora aqui pareça mais uma planta carnívora{#emotions_dlg.tongue}):

 

Nota: Não tenho fotos da Maria mascarada na escola, mas tirei no dia seguinte para registar a sua "princesice" deste ano.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Carnavalices: uma introdução

Quinta-feira, 06.03.14

Eu não sou fã do Carnaval. Mesmo. Acho que o facto de, em miúda, nunca ter grandes máscaras ou disfarces, contribuiu para isso.

Lembro-me que, certo ano, a minha mãe emprestou-me uma bata de laboratório, enfiou-me uma peruca com um chapéu de fada e disse-me que eu estava uma "fada cientista" espectacular{#emotions_dlg.snob}. Para a minha mãe eu era quase sempre espectacular, pelo que não contava. Claro que, na escola, no meio de 50 princesas, 20 fadas, 3 ou 4 joaninhas e 738 "damas antigas", eu destoava um bocado. E acho que acabei por me convencer que aquilo não tinha piada nenhuma, que se eu não estava "a rigor" também não interessava nada porque o Carnaval era uma estupidez.

Agora que tenho filhos, o Carnaval tem alguma piada, ainda que em doses reduzidas. Talvez tenha mais quando eles ligarem mais. A Maria, porém, já liga na medida em que se adora vestir de princesa (sempre de princesa). E assim ela foi - novamente - princesa neste Carnaval. Aliás, voltou a usar o fato que a tia Nafi lhe ofereceu no Carnaval passado. Apesar de já lhe estar curto, ainda servia bem, e não valia a pena gastar mais dinheiro noutro fato para 1 ou 2 dias de festa. E a Maria estava felicíssima vestida de princesa, em "cor-de-rosa e purpurinas"{#emotions_dlg.pimp}.

Já o João não tem (ainda) voto na matéria, mas por incentivo da escola, acabou por se mascarar também. Ficou adorável. Qualquer dia vai pedir-me pistolas de cowboy ou capas de super-herói, mas por enquanto ainda é - todo ele - uma coisa fofa.

E é isto: o Carnaval agora é mais alegre porque o Carnaval é dos meus filhos.

 

Nota: Ambos os miúdos adoeceram este Carnaval - não é assim que a época vai marcar mais pontos comigo{#emotions_dlg.annoyed}!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentários recentes

  • Dentista em Lisboa

    Sempre que as crianças fazem uma conquista é uma v...

  • Janete

    Que doçura de blog! Parecem muito felizes!

  • Paula

    OláA procura de sítiio onde ficar no algarve ,enco...

  • Preta

    Este blog encerrou e não avisaste os teus leitores...

  • MIF

    Fica prometido!Beijinhos e saudades,MIF






subscrever feeds